...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

o signo de Peixes


Peixes pertence ao elemento água, de qualidade mutável (ou dual).
Diferente de Câncer (água líquida) ou Escorpião (água congelada), Peixes é a água no seu estado de vapor, como uma nuvem, ou uma névoa.
A qualidade mutável faz com que o signo participe dos dois modos: cardinal (Câncer) e fixa (Escorpião).
Portanto, Peixes pode ser visto como o resultado das ações (cardinal) de Câncer e da força (fixa) de Escorpião, que acontecem no elemento água.

O elemento água está relacionado com as emoções e sentimentos. O mundo da água é emocional, sentimental, perceptivo, às vezes muito quietinho e às vezes bem barulhento. Aqui não vale o raciocínio lógico e as conclusões científicas do elemento Ar, nem as provas concretas do elemento Terra, nem a inspiração do elemento Fogo. Para os signos de Água, principalmente Peixes, o que vale é o que se sente, pois percebe tudo pelas emoções. Age por emoção, vive por emoção, fala com emoção... não passa sem emoção..

A qualidade mutável já diz por seu nome: mutável, está sempre mudando.
Ás vezes age como cardinal (que inicia uma ação) e as vezes como fixo (que continua as coisas e vai até o fim), e às vezes larga tudo e começa outra coisa.
Mutável: se adapta ao ambiente em que está e age conforme o ambiente, muda.
No caso de Peixes, além do comportamento de adaptação, também sente como o ambiente. Daí sua fama de ser “esponja” no sentido de absorver sentimentos e emoções das pessoas próximas (às vezes até das distantes).
“Esponja” porque se adapta demais, passa a fazer parte do ambiente. Mistura sua própria identidade com os sentimentos, emoções e intenções das pessoas em sua volta.

Aquário, signo anterior a Peixes, faz questão de preservar sempre sua individualidade e, mesmo que respeite várias formas diferentes de ser, faz questão de assumir a sua própria até a raiz dos cabelos.
Áries, o signo que vem depois, tem uma individualidade muito forte, e faz questão de impor-se ao ambiente.
Mas Peixes.. Peixes não se importa muito com isso. Difícil você ver algum Peixes se perguntando “quem sou eu?”, é mais fácil ele perguntar “o que estou sentindo?”

Em Peixes, completamos a roda do Zodíaco.
Essa roda nunca pára de girar. Ela vai recomeçar novamente em Áries. E, se tivermos aprendido algo, recomeçamos num nível sempre mais elevado.
No final do ciclo, em Peixes, há uma forte possibilidade de transcendência, de submissão a algo maior que a gente, ao Universo.

Mas a submissão total pode ser um desastre, são os Peixes que chegam a dissolução total do Ego. O Ego tem sua função, não é bom nem para quem quer ser espiritualmente mais evoluído, desfazer-se totalmente do Ego. Ele deve apenas mudar de função: em vez de ser o patrão, deve ser o nosso empregado eficiente.

Existem 2 tipos básicos de Peixes:

Aquele que avançou muito, e desligou-se da realidade material, que buscou a verdade em um nível espiritual profundo, talvez até com algum sacrifício. É um mártir. Ele percebe coisas que os outros não conseguem alcançar. Tem grande habilidade psíquica, capta tudo, é sensível. Vive cuidando dos mais desamparados e frágeis. Pois só quem conhece de perto a fragilidade consegue realmente cuidar dos mais fracos (o resto é pura teoria). Geralmente vive para os outros, e deve ter cuidado na escolha de suas amizades, pois muitas vezes acaba enfraquecendo muito. O ideal para esse tipo é viver mais afastado, ou ter alguns períodos de reclusão para se refazer de tanto contato com energias negativas.

O outro, o Peixes mais primitivo, é aquele pré egoísta, o anterior a Áries (que ainda não completou o ciclo), é passivo, irresponsável, não percebe a realidade material e nem compreende a espiritualidade. É uma eterna vítima, que se refugia em fantasias improdutivas, que só lhe atrasam no mundo material e também no espiritual. Não ajuda ninguém, porque não conseguiu, ainda, ajudar a si mesmo. Quando tenta ajudar, às vezes ainda afunda o outro mais ainda, porque ele mesmo ainda está num poço de melancolia, autopiedade, frustração, pouca auto estima, sensação de incompetência.. e muitas outras coisinhas mais. Esse tem um caminho longo pela frente, e, provavelmente passará por muito sofrimento até amadurecer (se é que isso vai acontecer ainda nesta vida..)

Bem, mas Peixes é um signo duplo, e geralmente os dois tipos acontecem na mesma pessoa. Uma coisa em comum nos dois tipos é que o Ego é mais fraco, não necessitando tanto de afirmação, e mais receptivo. O dilema de Peixes é ter que viver nesta realidade se sentindo inadequado como “um peixe fora d'água”.

Peixes é mediunidade ou inspiração a flor da pele. Seus 2 peixinhos do símbolo ficam querendo nadar em direções opostas, e Peixes tem que colocar-se em uma direção de cada vez.
Vai da inspiração e criatividade até o ócio, vícios.
É futurista e visionário, mas também influenciável e impressionável como uma criancinha. Simplesmente vê o mundo material de forma diferente dos outros. E isso não tem nada a ver com religião. Muitos Peixes ateus também vivem no seu mundo particular. É só lá que se sentem bem.

Peixes sucumbe a todas as tentações possíveis, e muitas vezes desencaminha os que lhe estão próximos, minando sutilmente suas forças e ambições.
Se comunica de maneira diferente também: mesmo que use as palavras, Peixes se comunica por sensações, linguagem corporal, osmose, empatia, telepatia, por canais de comunicação acessíveis a poucos.

Instintivamente Peixes conhece a vida e o destino. Por isso, prefere não se complicar muito, atirando os problemas prá bem longe, quando eles começam a pesar.

Quando quer se esconder, ninguém consegue lhe encontrar (muitas vezes nem ele mesmo) pois usa seu elemento: a água no estado do vapor. Simplesmente vira uma névoa, que você apenas percebe, mas não consegue contactar. É o Rei da Ilusão e da Magia. Daí a ligação de Peixes com cinema, teatro, as artes em geral, e os bares.

Em geral sua infância é frágil ou problemática. Mas ele se conforma com resignação e aceita os problemas, porque é assim que adquire força. Muitas vezes faz como Escorpião, aparenta frieza, apenas para se defender.

Não discrimina nada, não tem critério lógico para escolher amigos, amores, trabalho ou qualquer coisa em sua vida. Pode ser humilde, tolerante, mas também hipócrita ou inescrupuloso (quando está magoado). Rodeia-se de pessoas estranhas e tenta salvar todas elas, leva todos prá sua casa, e usa sua fórmula mágica de amor, perdão, compaixão: é um pescador de náufragos. Porque ele também é um náufrago.

Peixes tem uma imensa energia de cura. Todos os signos de Água tem isso forte. Em Peixes funciona de uma maneira quase que imperceptível. Ele não precisa ficar ao lado da cama do doente o tempo todo. Muitas vezes faz isso mesmo. Mas em várias ocasiões, Peixes vai psiquicamente até o enfermo, e lhe despeja suas energias. Instintivamente, Peixes sabe tudo o que o outro está precisando. Como Aquário, Peixes é também um “gênio incompreendido”. A diferença entre os dois é que Peixes sonha que um dia será compreendido e Aquário sonha com um mundo melhor mas acaba desistindo de se fazer compreender.

Peixes está sempre inciando algo grandioso.. que não chega ao fim.. porque ele se desconcentra.. encontra outra coisa.. ou então se desilude.. não quer mais nada.. se sente traído. Geralmente é ele mesmo quem trai seu próprio sonho, no momento que não tenta colocá-lo na prática através de ações materiais. Ficar apenas no abstrato não traz o seu sonho para cá.

Ás vezes Peixes tem medo de ser feliz, pois vai ter que assumir alguma responsabilidade até mesmo por sua própria felicidade. Mas (quanta contradição!) ele é um ótimo terapeuta, conselheiro, psicólogo.. resolve MESMO os problemas dos outros.

Peixes precisa viver no mundo, precisa ter responsabilidades e obrigações (seu oposto Virgem lhe cobra isso, com razão), precisa lutar mais.. mas é fundamental que possa se refugiar em si mesmo sempre que tenha vontade. Esses períodos de afastamento lhe recuperam as forças. Dez vez em quando passar a noite bebendo faz parte de sua natureza também, não há nenhum problema com isso, é ótimo. Ruim é quando Peixes continua de manhã, passa pela tarde e chega à próxima noite nesse astral.. descuida de seu corpo físico (cobra dele, Virgem) e psíquico também. E quando ele está tão fundo no seu poço de melancolia que nem seu vulto mais podemos avistar, ele reaparece todo cor-de-rosa, com um arco-íris na mão e uma margarida na outra, te convidando prá dar um passeio..

Para o seu próprio bem, nunca tente compreender Peixes.
Viva com ele, seja seu amigo, esposa(o), filho, pai, etc.. e deixe rolar. Curta simplesmente seu lado bom, deixe-o sonhar e, se você conseguir compreender, tudo bem. Senão, deixa assim mesmo, vai ser sempre pior prá você.

Peixes conhece todos os mistérios da vida. Ele se entrega a tudo o que está além da aparência. Um pisciano ou pisciana pode enfeitiçar você sem ter lido nenhum livro de magia, isso faz parte de sua natureza.
O Rei Netuno e suas sereias estão sempre por perto de Peixes, que, em seu infinito oceano, acha tudo muito normal.


Todas as formas de arte estão em Peixes, e lhe fazem muito bem. A música, a dança, o canto, a pintura, qualquer tipo de arte que traga alguma forma de beleza para o mundo é com ele mesmo. Afinal, Netuno, seu regente, é a oitava superior de Vênus. Ele vai buscar uma beleza diferente de Vênus. Vênus é a beleza manifestada no físico, e pode ser um início de novas percepções. Mas Netuno é a beleza que vem do astral, do espírito, do infinito.. é a beleza da aura. Peixes pode ser pouco prático, mas é mesmo muito talentoso e criativo.

Peixes, como último signo, é o inferno astral dos outros signos, porque tem um pouco de cada um deles, e não se importa com isso, nem liga se é contraditório, nem liga se lhe cobram lógica, continuidade.. afinal ele tem tanto dentro de si. Pode se identificar com cada um deles, mas sempre vai chegar o momento em que ele desaparece deixando seu rastro de névoa.

No amor, Peixes é muito romântico. Pode ser sensual também, mas sempre acompanhado de romance, muitas histórias e emoções.
Existem os Peixes que são os Marinheiros, com uma namorada lhe esperando em cada porto (e, pode acreditar, ele ama todas elas) e os Peixes monges, que passam toda a vida lembrando aquele amor que não deu certo (é por isso que eu bebo..).
Alguns Peixes adoram sofrer, e estão sempre envolvidos com parceiros (as) com todos os problemas possíveis (Áries daria o fora rapidinho), e vivem muitos anos de sua vida ou suportando isso passivamente, ou tentando todos os métodos para “curar” ou “salvar” a pessoa.
Outros Peixes preferem fazer o parceiro(a) sofrer, e se penduram neles, pedindo colo, despejando oceanos inteiros de lágrimas, em uma dependência doentia, que consegue paralisar a vida do outro e a sua própria. A vida passa, podem passar séculos, e ele não sai dessa situação (exatamente como a carta do Enforcado, do Tarô), se mantém firme na posição, com uma expressão de alegria e sofrimento, como se desafiasse você a compreendê-lo (decifra-me ou devoro-te?).

Mas.. querendo ou não, eles têm uma pureza na Alma.
Eles podem ser céticos, bêbados, traiçoeiros, inseguros, viciados, amargurados, presos ao seu distante passado ou com os dois pés num futuro utópico.. mas quando você perde um pouco de seu precioso tempo para entender essa estranha personalidade, vai descobrir uma pureza angelical, quase infantil. Sabe por quê? Ele só quer ser feliz.. Seu potencial de amor e carinho é inesgotável, é comum superar as expectativas dos outros, e é difícil encontrar quem consiga abarcar tanta dose de sentimentos.
Adora transformar sua casa em um albergue, como a criancinha que traz gatinhos e cachorrinhos da rua, sem nenhum critério. E nesse caminho, Peixes sofre, faz sofrer, e acaba aprendendo a se respeitar mais. Sofrimentos longos e repetidos são seus mestres.

Um dos grandes aprendizados de Peixes é a ilusão. Como é o Rei da Ilusão, ele brinca e dança nesse mundo do “maya” a vontade.
E tem o péssimo costume de colocar o seu objeto de amor num pedestal quase inalcançável, pintado de rosinha claro, enquanto ele vai todos os dias no Altar e, a seus pés, traz suas oferendas de carinhos, atenções, mimos, presentinhos, etc. Um belo, dia, Peixes acorda e esquece de colocar seus óculos cor-de-rosa, e, quando chega ao Altar, vê um ser humano tão comum.. Pronto. O cristal se quebra em milhões de pedacinhos inúteis e ele sai por aí chorando e bebendo muito, contando a seus amigos como foi maldosamente traído. (Nunca mais vou amar ninguém.. não, agora vou procurar outro semi deus.. ah, não sei..).

Peixes tem que viver no mundo, com pessoas comuns, sem abrir mãos dos seus sonhos. Lembrar-se que o êxtase vai e volta, e fluir junto com isso.

Júpter, o co regente de Peixes, é responsável por sua infinita generosidade e pelos seus exageros. Mas também pela ânsia de novos caminhos, aventuras, bons relacionamentos, conhecimento das coisas, pela sua bondade.

Peixes deve cuidar principalmente do triângulo Vítima/Agressor/Salvador. Ele sempre cai por causa disso. E não importa em qual ponto do triângulo ele comece, vai passar por todos os três no mesmo relacionamento. Deve romper esse ciclo em si mesmo, e não terá mais a metade dos seus problemas.

Se por acaso você encontrar um pisciano trabalhando no escritório e batendo o ponto todos os dias no mesmo horário, estará encontrando um tipo muito raro. É mais fácil encontrá-los no bar da esquina, em sessões espíritas, em mosteiros, em museus de arte, em shows de música, reuniões místicas, conferências ecológicas..

Geralmente Peixes é muito calmo, tranquilo, quase quietinho, vivendo a maior parte do tempo no seu mundo lindo, onde todos são belos, gentis e amorosos. Sejam eles boêmios, sonhadores, poetas, viciados, obsessivos, românticos, místicos, devotados, delirantes, amorosos, instáveis, inspirados, inseguros, criativos, bons ou ruins, todos os tipos piscianos tem grande intimidade com o mundo abstrato, invisível, espiritual. Em alguns momentos, precisa se retirar prá esse mundo todo seu, seja para reabastecer as energias, buscar respostas, fugir de algum problema.. depois ele volta.

Peixes deve aprender a lidar com as frustrações do dia a dia. Aprender a não cair na depressão a todo o momento. Aprender a não fugir demais. Aprender a enfrentar seus medos.

As profissões com mais afinidade são : todas as que estiverem ligadas ao mar, fotografia, cura, serviço social, arte, poesia, dança, música, medicina, enfermagem e todas ligadas a cura, vida religiosa, misticismo, escritor, todas ligadas a líquidos (perfumes, bebidas, petróleo, gás), todas ligadas a beleza (moda, maquiagem) e todas que, de alguma forma estejam ligadas a cuidar de alguém.

Peixes, ligado à décima segunda casa astral, tão mal falada, chamada por alguns de nosso inferno astral. Essa casa se presta muito pouco às atividades materiais, por isso a consideram um inferno. Também é ligada a todo o tipo de isolamento, forçado ou voluntário. O inconsciente coletivo é de Peixes (o inconsciente pessoal é de Câncer e o subconsciente é de Escorpião).

Na saúde, Peixes está relacionado com os pés e com os líquidos que circulam no corpo (menos o sangue), aos estados depressivos, mudanças de humor, aos inchaços, mucosas, intoxicações, sensibilidade a anestesia ou aos remédios, vícios. Sabemos que todas as doenças têm como primeira causa o estado emocional. Mas isso acontece muito forte nos signos de Água, mais forte ainda em Peixes. Os diagnósticos confusos, as curas milagrosas e as doenças inexplicáveis também são de Peixes.

Todos têm Peixes em seus horóscopos. Na casa em que estiver Peixes, você viverá o assunto de maneira diferente do comum, com uma dose de inexplicável, talvez outra de sacrifício, e mais uma de sabedoria. Mas se você tiver a Lua, o Ascendente ou planetas pessoais, ou ainda planetas em ângulos importantes nesse signo, tem muita afinidade com essas energias.


Peixes precisa trabalhar:

1- Assuma responsabilidade pessoal por sua vida e por suas escolhas. Lembre-se que tudo o que fazemos, ou deixamos de fazer sempre terá consequências. Não há como fugir disso, pelo menos nessa vida. Se você não fizer nada, também haverá alguma consequência provocada pelo seu não fazer. Assuma a responsabilidade, amadureça.

2- Seja livre, perceba que você sempre foi, é, e será livre. Você pode escolher sempre. Mesmo se estiver em alguma situação mais restritiva, você pode escolher como vai reagir. Dê permissão a si mesmo para viver seus próprios sentimentos e fazer escolhas.

3- Saia do ciclo Agressor/Vítima/Salvador. Saia já. Se não conseguir sair sozinho, procure um terapeuta, procure alguma ajuda.

4- Pratique algum tipo de esporte, pode ser leve, mas ele ajudará você a reconectar com seu corpo físico. Pode ser caminhadas, esporte em grupo ou sozinho. Natação é ótimo. Mas a caminhada também. O pé no chão é algo que você precisa cultivar.

5- Suporte a carência de vez em quando. Você pode não acreditar, mas todas as pessoas se sentem carentes em algum momento de sua vida. Administre esses momentos, eles também vão passar.

6- Liberte-se de dependências. Procure, encontre e combata seus vícios. Aqueles que quase ninguém dá importância: preguiça, desorganização, comer ou beber demais, etc. Todos os vícios fazem parte da estratégia da vítima, e o único defeito que não podemos consertar é a inconsciência de si mesmo.

7- Encontre alternativas para sua mania de fugir da realidade. Se às vezes a realidade não se adapta aos seus sonhos, não fuja dela, e nem abra mão dos seus sonhos. Procure aproximar mais uma coisa da outra: isso trará seus sonhos e ideais para o seu mundo, e lhe ajudará a realizá-los, e ser mais feliz.

8- Equilibre a vida abstrata com a física e nunca abra mão da espiritualidade. Se você ainda não tem, busque algum caminho espiritual. Se já tem, não deixe que as desilusões e decepções da vida lhe afastem dele.



Sugestões para desenvolver a energia de Peixes:

1- Peixes precisa de água para se reabastecer. Todo o contato com a água é milagroso para esse signo, desde ir a praia até lavar as mãos. O contato com o mar é especialmente estimulante.

2- Expanda as suas fronteiras pessoais, e ajuda alguém de alguma maneira. Há um velho e sábio ditado popular que diz: “ninguém é tão pobre que não possa dar, nem tão rico que não possa receber”.

3- Estimule sua sensibilidade de alguma maneira. Pode ser através de alguma arte. Busque a beleza, e não descanse enquanto não a encontrar. Pense a respeito da beleza. Perceba que a beleza não pode ser algo imposto por padrões estético que serão ultrapassados um dia. A saúde é bela, a doença é feia, comece por aí.

4- Aprenda a fazer docinhos ou salgadinhos, e compartilhe isso com alguém. Se você tiver restrições alimentares, compartilhe outra coisa feita por você mesmo.

5- Permita a si mesmo algum tipo de loucura ou aparente babaquice, mas que não prejudique ninguém, nem a você mesmo. Perceba todos são ridículos de vez em quando, e perceba que pode ser engraçado rir de si mesmo também.

6- Leia um livro de magia ou assuntos afins, abra sua mente. Se você for muito cético, não vai conseguir, daí tente Física Quântica.

7- Perceba a dependência que temos uns dos outros, e da natureza. Descubra se algum ser humano conseguiu sobreviver totalmente sozinho, sem precisar de ninguém para nada mesmo. Pense nessa interdependência e faça parte mais consciente dessa troca contínua de energias entre as pessoas, e entre a natureza também.


Use a energia de Peixes para transcender, passar por cima dos problemas, ou até mesmo para fugir de vez em quando, mas principalmente para ouvir a sua própria Alma. A água de Peixes é uma fonte inesgotável de sentimentos e criatividade.

Namastê.

3 comentários:

Anônimo disse...

Texto simplesmente Perfeito ! Definiu muito bem minha personalidade pisciana. Tendendo sempre a um mar de depressão, ilusão, músicas depressivas, enfim... muito bom !

Leon Cristo disse...

Eu gostei. Mas esse povo tbm q me aparece com problema o tempo todo. Da vontade de ajudar.e as vezes manda pasta.

Anônimo disse...

Olá, gostei muito do seu texto, sou a pisciana mais solidária, sem depressão.

Abs


Maria Gorete