...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

2011 astrológico: ano de Escorpião, Plutão e Marte


Em astrologia, o ano inicia em 20-03-2010, domingo, 20:20h em Porto Alegre, RS, quando o Sol ingressa no signo de Áries.

Diferente da regência cabalística, o Ano Astrológico é analisado conforme o mapa formado no ingresso do Sol em Áries.
 
O Ascendente é Escorpião, Meio do Céu em Câncer, Sol na casa 6 com um stellium aí formado por Mercúrio, Júpter, Urano, e Marte por conjunção.

Regentes do ano: Plutão e Marte, principalmente Plutão.

Um ano bastante voltado ao trabalho (Sol na 6 e seu stellium), com necessidade de muitos ajustes, esforço e disciplina.

Precisamos combater a tendência ao pessimismo e melancolia (Saturno em conj. com a Lua na casa 12).

Parece ser um ano difícil.
Vai precisar de muita persistência.
A ambição e a vontade de gastar é grande, mas não há tanto dinheiro..

Os trabalhadores e os hospitais devem ser assuntos constantes.

Apesar de as mulheres, crianças e a família estarem em evidência, o feminino estará reprimido, triste e com muitos problemas.

Os cursos técnicos, práticos e de formação média estarão mais favorecidos do que o ensino básico e as universidades.

Durante o ano, os planetas lentos farão os seguintes movimentos:

Júpter: inicia o ano em Peixes, ainda em conjunção com Urano, passa por Áries e Touro, e termina o ano em Áries.

Indica a vontade de iniciar, acontecer, aumenta a pressa, o bom humor, a vontade de viajar. Favorece as crianças e os jovens. Em sua passagem por Touro, traz prosperidade e crescimento econômico, mas muita impulsividade nos gastos.

Saturno: passa o ano todo em Libra.

Mostra a maior necessidade e a maior dificuldade: o equilíbrio, o entendimento, a justiça e os acordos.
Saturno, o Mestre, aponta as nossas fraquezas e, uma vez vencidas, suas conquistas são duradouras.
Traduzindo, estamos desequilibrados, sem justiça e sem entendimento. Uma vez alcançando essas coisas, nossas conquistas serão duradouras.
É preciso manter a paz, dialogar, não impor sua vontade, evitar autoritarismos, respeitar hierarquias, viver os relacionamentos íntimos com honestidade e ser leal.
Saturno pede que as coisas sejam feitas às claras e assumidas as responsabilidades de cada parte, sempre em busca de benefícios justamente distribuídos.

Urano: em Peixes, ainda em conjunção com Júpter, entra em Áries em abril, onde ficará por aproximadamente 7 anos.

Após alguns anos agitando o inconsciente coletivo e abrindo a percepção sensorial, em Áries Urano estará clareando a mente e buscando novidades.
A paciência é pouca para enfrentar os obstáculos, pois está cheio de idéias e quer tudo rápido.
Favorece as ciências e descobertas, e pede prudência e calma.

Netuno: em Aquário há alguns anos, entra em Peixes, seu próprio signo de domicílio, em abril, e por aí vai ficar até 2025.

Após alguns anos agitando a ciência e quebrando tabus científicos tidos como leis consolidadas (a Física Quântica é um bom exemplo), Netuno em sua própria casa é quase imprevisível: aumenta a imaginação, traz a tendência ao sonho, devaneiro, romantismo, a busca da pessoa perfeita, os altos ideais, o espírito de sacrifício, a espiritualidade, ajuda aos necessitados, a caridade, a energia do coração.
Mas também tem a hipocrisia, a ilusão, delírio, loucura, depressão, vícios do tipo álcool e drogas, busca de sensações que aliviem a tensão do dia a dia, mas que levam a um caminho difícil de voltar atrás.

Netuno pede que permaneçamos abertos para os assuntos desconhecidos, não percamos o senso de realidade e, principalmente, que ouçamos muito o nosso coração.

Plutão: recentemente entrou em Plutão, onde ficará por mais de 10 anos.

Após remexer com a política por alguns anos, Plutão estará exercendo sua influência sobre os governantes e autoridades em geral. Devem vir à tona os assuntos antigos, tanto as mentiras como as verdades.

Plutão em Capricórnio mexe com as entranhas da terra, trazendo os terremotos e a descoberta de tesouros inesperados.

Individualmente, a tendência é remexer com nosso passado, buscar origens, raízes, questionar tabus, hierarquias, aumentar a ambição e a capacidade de trabalho.
Remexendo nossas bases, Plutão busca a segurança da casa própria, de um pedaço de terra, de pessoas unidas por laços sanguíneos.
Plutão em Capricórnio purifica, faz uma faxina geral nas figuras de autoridade, e procura por um líder puro e honesto. Eu não falei santo, falei honesto.


Períodos fortes do ano:

- Em 25/02 Júpter estará em quadratura com Plutão. Em fevereiro e março, tendência a muito atrito, luta de poder, desafio às autoridades e hierarquias. Tendência a dominação, imposição da vontade pessoal, desrespeito.
E ainda, possibilidade de mais escândalos políticos e governamentais a nível mundial.
No clima, essa quadratura mexe com a terra e o fogo: vulcões, desmoronamento, tempestades com raios e ventos fortes.

- Em 28/03 Júpter faz oposição a Saturno. Em março e abril, o desafio entre gastar e poupar, crescer e voltar atrás.
Desrespeito a leis, abusos de autoridade, muitos problemas financeiros (gastos além da conta) e possibilidade de conflitos religiosos também.

- Entre junho e setembro Urano quadra Plutão e os desafios mundiais serão enormes: a política e a religião passarão por muitos escândalos, disputas, altos e baixos.
A individualidade desafia a coletividade, e há uma tendência a sistemas autoritários e tirânicos de governo se acirrarem, bem como a luta por derruba-los.
Os sistemas de pensamento radicais e concentradores de poder lutarão muito entre si. É possível que inicie uma reforma profunda na maneira de governar os países em geral.

Marte: não é um planeta lento, mas é um detonador de acontecimentos. Inicia o ano em Capricórnio. Em 16/01 entra em Aquário, em 24/02 em Peixes, em 03/04 em Áries, em 12/05 em Touro (exílio), em 22/06 em Gêmeos, em 04/08 em Câncer (onde está em queda), em 20/09 em Leão (exaltação) em 12/11 em Virgem, onde fica até o final do ano.
Marte não faz movimento retrógrado em 2011, indicando que o ano será agitado, apressado e com muitas novidades.


Astrometeorologia: Tempo úmido, com muitas oscilações de temperatura com tendência ao frio, e tempestades com raios. Possibilidade de alagamentos e desabamentos. A terra se mexe por baixo de maneira surpreendente e perigosa.

Parece que o final do ano será mais tranquilo e próspero do que o inicio. 
2010 foi um ano de muitas tensões. Algumas delas terminam, mas outras só deram uma pausa no final do ano para retornarem em 2011.
São tensões formadas pelos planetas lentos. E são lentos porque, como o nome diz, andam lentamente. Consequentemente, ficam por longos períodos exercendo a influência do aspecto que formam.
No caso de aspectos difíceis, como está acontecendo, é um período de aprendizado que exige muita luta e esforço, mas também capacidade de se adaptar a novos desafios.
Mas esses aspectos não são totalmente negativos, como nada o é.

Trazem consigo a possibilidade de muita concretização na matéria. Aumentam a carga de trabalho e tensão, mas para aqueles que não desistem trazem também realizações financeiras e conquistas materiais importantes.

Grandes sucessos são possíveis durante esses desafios, pois é justamente nesses momentos que somos obrigados a utilizar de todas as nossas forças.
É comum que no auge de uma crise a gente descubra potenciais que desconhecia. Que saiamos mais fortes e amadurecidos. Que mudemos nossos valores, e passemos a dar mais importância ao que é realmente essencial. E que quando vem o tempo de fartura estejamos mais sábios para desfrutar e compartilhar de suas alegrias.

Afinal não é sempre que entram em atrito Júpter (o grande Benéfico, mas exagerado em tudo), Saturno (o Mestre, o aprendizado pela experiência e o carma), Urano (o Gênio, reformador e impulsivo que quebra o carma) e Plutão (deus dos Infernos, do subterrâneo e do que é oculto). E para apimentar um pouquinho, Netuno (deus do Mar, da espiritualidade e da ilusão) entra em Peixes, sua própria casa, e só Deus sabe o que vai fazer..

Por mais que façamos previsões e estudemos o céu, todos nós temos o velho livre arbítrio.
Poderemos viver essas energias como crises quase intransponíveis, ou como desafios para melhorar em todos os sentidos.
Como sempre, quem escolhe é você.

Namastê.

2011 numerológico: o caminho da ORGANIZAÇÃO e a busca da ESTABILIDADE


Essas previsões são gerais. 
Para personalizar, veja o texto "Ano Pessoal", ou consulte um numerólogo.

Ano Universal 4 (2 + 0 + 1 + 1 = 4), é 
o caminho da organização e do trabalho. 
Seu símbolo é o cubo.

O mundo estará mais tradicional, os governos mais conservadores e fechados. É tempo de se preparar para o futuro.

É tempo de trabalhar, se organizar muito bem e buscar a estabilidade.
Não é momento de pegar atalhos, mas percorrer o caminho passo a passo, cumprindo todas as exigências e formalidades, cuidando de cada detalhe.

No ano 4 se espera que alcancemos a estabilidade, a fim de prosseguir com mais força rumo a nossos objetivos.

Os desafios de 2011 (1 e 2) são: ser independente e ao mesmo tempo dialogar com os outros, não depender demais dos outros mas não ficar egoísta, ter sensibilidade com o sentimento do outro mas conseguir ser gentilmente autêntico. Principalmente, não enclausurar-se numa concha protetora e isolante que só serve para afastar de si mesmo o amor e a amizade.

É o melhor período para lidar com aquelas coisas chatas que deixamos para trás, e que poderão se revelar importantes no futuro: consertos domésticos, reformas, correções, enfim, mexer com as estruturas.

Favorece tudo o que é feito a longo prazo, e tudo o que necessita ser revisado.

É mais um período de consolidar a posição do que partir para novas conquistas. E quanto a isso, não é um momento para se arriscar, mas para perseverar, ter disciplina. A energia vibra mais para a rotina do que para a novidade.

Há uma tendência a pegar mais responsabilidades, ter que trabalhar mais.

O crescimento é lento, mas seguro.

A mentalidade geral é conservadora e tradicional, e busca acima de tudo a segurança. Os relacionamentos tendem a ser mais cobrados e exigentes, mas também mais leais e honestos.

Cuidado para não deixar de lado demais a vida afetiva em função da vida material, pois no período 4 valorizamos mais a aparência e o que é palpável.

Há uma tendência ao autoritarismo e o egoísmo. O respeito às hierarquias é fundamental.

A melhor maneira de lidar com essa energia é encarar esse momento como um período para semear. Tudo o que for bem estruturado nesse período dará com certeza bons frutos no próximo ano.

Favorece todo o tipo de estudo, principalmente os estudos técnicos e o estudo básico. Também favorece os trabalhos manuais e o artesanato. E ainda a agricultura, imóveis e reformas na casa.

Não é um ano para confiar na sorte, mas em si mesmo.
É um ano para contar com a gente mesmo. E para isso é de grande importância ter uma boa saúde. Com responsabilidades e trabalho a mais, a tendência é se descuidar da saúde, embora essa energia seja bem forte físicamente.

Há tendência ao sedentarismo e acomodamento, e o corpo poderá se ressentir com essa combinação de trabalho extra e sedentarismo. Por isso seria uma ótima idéia praticar qualquer atividade física, seja para relaxar a mente carregada, seja para mexer com o corpo muito parado.

Lembre-se, é um período de paciência, não de atraso. Favorece todas as pessoas que têm capacidade de planejamento e que mantém seus pés no chão. Nesse ano, se usa mais a lógica do que a intuição.

Os primeiros 3 meses (janeiro, fevereiro e março) são agitados e dinâmicos, sendo que janeiro é o mais agitado, fevereiro é um momento de equilíbrio e mais afetivo, e março é um período de recolhimento e reflexão.

Os segundos 3 meses (abril, maio e junho) são mais calmos, e a atenção se volta mais para família e para a saúde. Mesmo assim, abril é um momento de grandes mudanças, maio é um tempo de colheita e desapego, e junho é de novos começos.

Os terceiros 3 meses (julho, agosto e setembro) voltam a ser dinâmicos. Julho é um mês de grande sensibilidade de possíveis incompreensões, necessidade de diálogo, agosto é o período em que queremos "sair da casca" e partir para algumas aventuras (o que não é muito recomendável nesse ano) e setembro é um mês de consolidação e conquista de posições.

Os últimos 3 meses (outubro, novembro e dezembro) serão de grande exigência no trabalho e na paciência. O último trimestre do ano é sempre o mais dinâmico, e aquele em que estamos mais abertos a fazer muitas compras. Principalmente em outubro devemos redobrar a vigilância, pois há uma tendência a muita impulsividade. Novembro, a busca do equilíbrio que talvez tenhamos arriscado no mês anterior, e, junto com fevereiro, talvez o momento mais afetivo do ano, e dezembro é um mês de reflexão e recolhimento.

E ainda por cima é um dos melhores momentos para fazer poupança.

Namastê.

2011, ano de Mercúrio na regência cabalística

Dos Planetas conhecidos, é o mais próximo do Sol.

Seu ano dura em torno de 88 dias. Um ano na Terra é igual a quase 4 anos em Mercúrio!

De todos, é o mais rápido. Só a Lua é mais rápida do que Mercúrio, e a Lua não é planeta, é satélite.

Sua temperatura vai de - 180 a + 430 graus Celsus.

Na Mitologia, corresponde a Hermes, o mensageiro dos Deuses.

Sem Hermes, nada funciona.
Mistura inteligência com esperteza.

É o deus dos sábios, cultos, da ciência, dos comerciantes e também dos ladrões. Anda muito rápido (tem asas nas suas sandálias), e manda nas ruas, estradas, comunicações.
Todo o tipo de intercâmbio, encontro, informação e movimento pertencem a ele.

Era filho de Zeus (o rei dos deuses) e Maia (a mais jovem estrela das Plêiades), a deusa da noite.

Conhecedor de todos os caminhos e todas as encruzilhadas, transita facilmente em todos os mundos: o dos homens, o dos deuses e o dos mortos.
Por isso, também atua na mediunidade e na magia.

Mas não aprofunda seus conhecimentos, pois está sempre em viagem.

Aprende rápido, e apenas o suficiente para sobreviver e transitar em determinado mundo, depois segue adiante.
Seu elemento é o Ar, que corresponde ao intelecto, ao pensamento, às comunicações, a respiração e ao movimento.

Sua qualidade é Mutável, que corresponde à capacidade de se adaptar ao mais variados tipos de ambiente e pessoas.

Sua idade é jovem, corresponde aos adolescentes.

De acordo com essa regência, 2011 será um ano muito rápido, com muitas palavras, faladas e escritas, onde a clareza será fundamental.

Os signos que Mercúrio rege são Gêmeos e Virgem, os que estarão em mais evidência durante esse ano.
Já Sagitário e Peixes, signos do seu exílio, precisarão de uma dose extra de energia, estarão mais enfraquecidos e terão que lidar com muitos imprevistos, onde será testada a sua capacidade de persuasão.

As atividades mais favorecidas são todas aquelas que envolvem comunicação, falada ou escrita, passeios, viagens, vendas, estudos, atividades que são exercidas com as mãos ou com a fala.

Há uma tendência a desperdiçar energias e, se você não se concentrar, não manter o foco, nada cria raízes nesse período.

De acordo com essa regência, Mercúrio influencia os signos como segue:
(para ver o seu, use o signo do Sol e o signo do Ascendente)

Áries: casas 3 e 6 (o pensamento, os estudos, a saúde física, a capacidade de trabalho, cursos técnicos e os assuntos da rotina do dia a dia. Pessoas: irmãos, primos, vizinhos, colegas)

Touro: casas 2 e 5 (dinheiro, riqueza, amores, filhos, prazeres, festas e talentos. Pessoas: relacionamentos baseados em interesses financeiros ou práticos, filhos, amores, artistas e companhias de festas)

Gêmeos: Casas 1 e 4 (a personalidade, o corpo físico, as novidades, a família, a casa, as propriedades, a velhice, os pais e as emoções mais profundas. Pessoas: a própria pessoa e as pessoas de sua família, incluindo os ancestrais)

Câncer: Casas 12 e 3 (psiquismo, isolamento, espiritualidade, carma, dons e fraquezas ocultas, o pensamento, os estudos. Pessoas: irmãos, primos, vizinhos, colegas, gurus, amizades espirituais, pessoas esquisitas, estranhas, doentes ou marginalizadas)

Leão: Casas 11 e 2 (grupos, clubes, política, atuação social, dinheiro e riquezas. Pessoas: relacionamentos sociais de pouca intimidade, baseados em ideais ou projetos financeiros.)

Virgem: Casas 10 e 1 (profissão, destino, vocação, status, poder, corpo físico, a própria pessoa. Pessoas: a própria pessoa, os pais, chefes, autoridades, professores)

Libra: Casas 9 e 12 (estudos a nível de universidades, filosofia de vida, viagens longas e contatos com estrangeiros e culturas diferentes, ambição, objetivos de vida, espiritualidade, isolamento, psiquismo, carma, dons e fraquezas ocultas. Pessoas: professores, estrangeiros, parentes distantes, intercâmbio cultural, gurus, amizades espirituais, pessoas esquisitas, estranhas, doentes ou marginalizadas)

Escorpião: Casas 8 e 11 (crises, transformações, perdas e recuperações, morte e renascimento, força interior, experiências psíquicas, dinheiro, grupos, clubes, política, atuação social. Pessoas: relacionamentos secretos, ocultos, relacionamentos sensuais ou sexuais, intimidade, cumplicidade, pactos, parceiros de negócios, relacionamentos sociais de pouca intimidade baseados em um ideal comum ou projeto político)

Sagitário: Casas 7 e 10 (casamento, parcerias comerciais, disputas, assuntos legais e sociais, contratos, profissão, destino, vocação, status, poder. Pessoas: marido, esposa, sócio, chefe, pais, autoridades, inimigos declarados, aliados políticos, professores).

Capricórnio: Casas 6 e 9 (saude física, capacidade de trabalho, cursos técnicos, assuntos do dia a dia, ambição, filosofia de vida, estudos a nível de universidade, contatos com estrangeiros, viagens, objetivos de vida. Pessoas: colegas e parceiros de trabalho, clientes, professores, estrangeiros, pessoas de outras culturas ou costumes, intercâmbio cultural)

Aquário: Casas 5 e 8 (amores, filhos, festas, prazeres, talentos, dinheiro, psiquismo, força interior, crises, transformações, perdas e recuperação, morte e renascimento, experiências psíquicas. Pessoas: crianças, filhos, amores, artistas, companhias de festas, relacionamentos secretos, ocultos, sensuais ou sexuais, intimidade, cumplicidade, parceiros de negócios)

Peixes: Casas 4 e 7 (família, casa, propriedades, velhice, os pais, emoções profundas, casamento, parcerias de negócios, relacionamentos sociais, disputas, assuntos legais, contratos. Pessoas: família, os pais, ancestrais, pessoas de bastante idade, marido ou esposa, parceiros comerciais, inimigos declarados, aliados políticos)

Em 2011 Mercúrio fará movimento retrógrado nas seguintes datas:
30/03 (24' Áries) a 23/04 (12' Áries)
03/08 (1' Virgem) a 26/08 (18' Leão)
24/11 (20' Sagitário) a 14/12 (3' Sagitário)

Esses serão momentos para revisar a vida. São períodos onde parece que as coisas "trancam", empacam, ficam confusas, principalmente as comunicações, o trânsito e a burocracia. Mas também os relacionamentos, pois Mercúrio rege a palavra e o pensamento.

30/03 a 24/04: Mercúrio retroage em Áries fazendo com que revisemos nossa impulsividade. Tudo o que for feito com muita pressa não dará resultado bom nesse período. Cuidado com discussões e brigas inúteis.

03 a 26/08: Mercúrio retroage de Virgem para Leão alertando para os excessos do ego e da vaidade. É um ótimo momento para refletir a respeito de sua atitude com os outros e, se for o caso, pedir desculpas. Cuidado com a tentação para aventuras muito arriscadas, a conta vem depois.

24/11 a 14/12: Mercúrio retroage em Sagitário, momento para revisar os conceitos de vida e as leis. Também favorece a reflexão sobre as nossas metas de vida. Será que é isso mesmo o que queremos? Esse período desfavorece muito qualquer tipo de viagem, há tendência de atrasos e confusões. O excesso de entusiasmo e generosidade paira no ar.

As atividades profissionais mais favorecidas por Mercúrio são: trabalho com comunicação (jornais, revista, rádio, televisão, internet, livros), artes gráficas, meios de transporte, propaganda, vendas, artesanato, manicure, veterinária (principalmente animais de pequeno porte), todos relacionados com saúde e limpeza, e ainda todos os burocráticos.

Namastê.

2011 no horóscopo chinês : Coelho ou Cachorro?





No hemisfério Norte, o ano chinês pertence ao Coelho, Metal e Negativo (feminino).
Inicia em 03 de fevereiro, com a Lua Nova .

Favorece o amor e o romance, mas não a fidelidade.

Por ser frágil, o Coelho tem muitos predadores, o que se traduz em inimigos na previsão do ano. Mas não é revolucionário nem violento.
Isso resulta em muita diplomacia, gentileza, educação, cuidado no trato com as pessoas.

Gosta de organização, rotina, conforto e vida familiar com bastante movimento e fartura.

Gosta de se reunir com os amigos e festejar o por do Sol ou a Lua Cheia, ou o aniversário de alguém. Adora comer, beber, e a vida social.

O elemento Metal negativo (feminino)traz um toque de diplomacia e obstinação, confiabilidade e honestidade. Nos defeitos, tagarelice, perfeccionismo, implicância e timidez.

A chave no ano do Coelho é diplomacia, discrição e gentileza.

Transpondo esses cálculos para o hemisfério Sul, teremos o ano do Cachorro, Fogo e Positivo (masculino).
Inicia em 01 de agosto, com a Lua Nova.

Portanto, estamos ainda no ano anterior, do Galo, Madeira negativo (feminino).

O ano do Cachorro favorece todos os relacionamentos, tantos os de amor, amizade e comerciais. A busca de paz e harmonia é constante, e a fidelidade é uma marca.

Há muito idealismo, e alternância entre entusiasmo e melancolia.

Necessidade de rotina, vida em família, segurança e brincadeiras.

O cachorro é caçador, mas não ambicioso. Feroz para caçar e para defender os seus, adora viver em grupo e descansar no sol. É generoso, embora goste de mostrar quem é que manda.

O elemento Fogo positivo traz mais ambição, luxo e movimento ao tranquilo Cachorro.

A chave no ano do Cachorro é vida em grupo e fidelidade.
Para quem segue o calendário do hemisfério Sul, aí vai algum comentário sobre o ano do Galo de Madeira feminino, que ainda estamos vivenciando, até 01 de agosto:

O ano do Galo é marcado pela inteligência, os assuntos práticos, a vida social e a capacidade de administração. A busca de sucesso é uma constante. Há uma tendência a supervalorização pessoal, a exaltação do ego, a euforia e a mania de contar vantagem.

É preciso cultivar um pouco de humildade durante o ano do Galo.

É um ano mais voltado para o trabalho, a produtividade, a organização e a vida em família. Há ambição, desejo de melhorar financeiramente e mostrar ao mundo o seu valor.

A capacidade de administração, organização e atenção aos detalhes são positivamente usadas no trabalho e nos estudos.

Os relacionamentos são passionais e dramáticos, cheios de cenas teatrais e muitas emoções. As pessoas ficam mais preocupadas consigo próprias do que com o parceiro, dando-lhe pouca atenção, mas muita sensualidade.

Isso se reflete nos governos e nos políticos, com a vontade de serem todos o centro das atenções, e com a possibilidade de escândalos (pois o Galo não sabe ser discreto).

O elemento Madeira traz um pouco de flexibilidade e liberalidade. Aumenta o interesse pelo progresso e pela profissão. Há tendência a ser mais compreensivo e tolerante, abrandando o orgulho.

Namstê.

2011 no Tarô : o ano do Imperador

Milênio da Sacerdotisa (2)

Século do Louco (0)

Década do Mago e da Roda da Fortuna (1)

Ano da Força e da Sacerdotisa (11 e 2)

Soma : O Imperador (4)

É um ano forte, de definições em meio ao ainda indefinido.
Aos poucos, o que é novo vai se definindo em meio às incertezas e à necessidade de manter uma constante vigilância para evitar as inocentes ciladas.

Aparentemente abstrato, traz uma energia de perseverança e constância para consolidar conquistas iniciadas no ano anterior, ou ainda para puxar pelos cabelos algo que apenas se delineou nas sombras, e agora aparenta ser uma oportunidade importante.

A necessidade de certezas e segurança contrasta com os questionamentos interiores, a vida subjetiva e as águas misteriosas do subconsciente.
Há que ter o pé no chão sem perder a sensibilidade. Aguçar os sentidos, observar, pensar antes de agir, e agir com firmeza.

Atividade mental intensa, são muito favorecidos os estudos e pesquisas.
Mas há também uma dificuldade em se fazer compreender, passar a sua mensagem. É preciso muita clareza na comunicação.
As mulheres e a família terão conquistas muito importantes e duradouras.

O Arcano 4, O Imperador, é a energia dominante.
Traz a certeza de realizações materiais
A espiritualidade e o psiquismo não interessam ao Imperador.
No máximo a inteligência utilizada na prática ou nas Ciências. A menos que lhe tragam alguma prova material irrefutável, o Imperador não se ocupa de assuntos abstratos.
Mas a sensualidade e os desejos também são importantes.
O Imperador é tradicional e preserva a família. Acumula bens. Faz alianças e acordos com gente rica e poderosa. Cresce material e profissionalmente porque necessita sobreviver e ter a certeza que seus descendentes também sobreviverão.
Por isso não se cansa de trabalhar.
O Imperador do tarô é rico, poderoso e influente, mas não permanece sentado observando seu reino. Trabalhou muito para chegar nesse posto, não o recebeu de graça. O Imperador do tarô não herdou o reino do pai, ele o conquistou em batalhas.
Por isso ele é forte, trabalhador, exigente, disciplinado, e não tem tempo a perder com bobagens.

Os Arcanos Cabalísticos de 2011 são 31, 11 e 42.

31, o número do ciclo (trigésimo primeiro ano do ciclo solar, que iniciou em 1981) corresponde ao Arcano Menor "5 de Paus".
Indica muita energia física, favorece os esportes e as viagens (principalmente de negócios ou de estudo). Pede mais calma e também persistência para seguir seus objetivos até o fim.
Ano agitado, mas com muitas realizações profissionais e culturais.
Muitas manifestações populares e grupos grandes de pessoas reunidos, seja em espetáculos ou manifestações. Cuidado com orgulho, pressa e paixões. Aconselha cultivar a paciência.

11, o número final, corresponde ao Arcano Maior "A Força".
Sensual e inteligente, favorece todos os tipos de relacionamento e encontro. Favorece a saúde física e a resistência. Com inteligência e doçura conseguimos entrar em acordo até mesmo com nossos inimigos. Se manter a concentração e o foco em seus objetivos, é possível fazer com que os obstáculos acabem atuando a seu favor, como aliados.
Esse Arcano marca um novo ciclo (10 +1). É o poder de ação, um Arcano cheio de energias físicas e mentais, e muita alegria, mas que se não for direcionado resulta em fracasso. Tendo clareza no pensamento há toda a possibilidade de se alcançar o que deseja. Aumenta a energia sexual.

42, a soma dos dois principais, corresponde ao Arcano Menor "2 de Copas".
Favorece o amor e todos os relacionamentos afetivos. A vida em família, a sensibilidade, os assuntos femininos e as crianças. Mas principalmente o amor. Sedução, rivalidade, noivado, casamento. Importante decisão a tomar na vida afetiva, seja para casar ou para separar.

A energia principal é a de manutenção das conquistas, perseverança e busca de segurança e certezas. Está mais para trabalho do que para férias.

Namastê.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Feliz 2011..

O CAMINHO

Quando o sábio superior ouve falar do Caminho,
ele O percorre com muita sinceridade.

Quando sábio mediano ouve falar do Caminho,
ele às vezes O segue, às vezes O esquece.

Quando o sábio inferior ouve falar do Caminho,
ele dá sonoras gargalhadas.

E se ele não der sonoras gargalhadas,
esse não seria o Caminho.

Logo, se buscas o Caminho,
segue o som das gargalhadas.
(Lao Tsé)



Namastê.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Cristão ou Pagão, FELIZ NATAL !

As culturas antigas celebravam o solstício de várias maneiras.
Os romanos tinham as conhecidas Saturnálias (festas em homenagem ao deus Saturno, deus velho, o deus do tempo), quando invertiam as hierarquias por uma semana. 
Um escravo virava rei e comandava a cidade enquanto o rei e toda a corte ficavam fechados no castelo. Ao final do festival, o escravo era sacrificado.
Antes disso, no dia 25/12, 3 dias após o solstício (que acontece em 21/12), era o dia da Juvenalia, dedicado às crianças, com muitas brincadeiras, diversões e presentes, pois as crianças eram os legítimos representantes do novo ciclo.

Nos países nórdicos eles paravam de trabalhar durante 12 dias, retiravam as rodas dos carros e as enfeitavam com galhos de pinheiros, para simbolizar que a roda da vida estava dando a sua paradinha (nos solstícios, o sol parece “estacionar” o movimento durante 1 ou 2 dias e fica em perpendicular à Terra; isso marca o início do inverno no solstício de inverno e o início de verão no solstício de verão).

Durante esses 12 dias, chamados de os 12 Dias Brancos, as deusas brancas (Holda, Berchta e Perchta) conduziam as carruagens de vento e neve, envoltas na neblina, presenteando os trabalhadores e punindo os preguiçosos.
Essas mulheres elfo lindíssimas de cabelos dourados e vestes brancas são também descritas na mitologia germânica.

Nos templos antigos as mulheres não trabalhavam nesse período, e havia homenagens à Lucina, dia 13/12, deusa da Luz que, vestida de branco e com uma coroa de velas na cabeça, trazia comida e conforto aos pobres para passarem o inverno (cristianizada como Santa Luzia) e Feronia, deusa do Fogo e da Energia Vital, dia 25/12celebrada com procissões, fogo e brasas para pedir principalmente saúde e curas (cristianizada como Santa Catarina).

Na religião da Deusa, esse período das 12 noites santas eram celebrados apenas pelas mulheres, seguindo a lua nova que antecedia o solstício, o auge da escuridão. Esse era um período de recolhimento para fortalecer o feminino e a magia, feito de introspecção e silêncio, com o objetivo de fortalecer-se e fazer germinar potenciais desconhecidos.

No texto “As Doze Noites Santas” há uma sugestão de meditação para cada noite, que segue a ordem inversa dos signos (de Peixes à Áries) e do corpo (dos pés à cabeça) relacionando cada noite a um mês do ano seguinte.

Aqui no Brasil, nos dias atuais, celebramos o nascimento de Jesus Cristo, na religião cristã, e a festa de Oxalá, na religião afro.

E, para concluir, deixo a prece da unificação, “A grande invocação”:

Do ponto de Luz dentro da mente de Deus
Deixai que o raio de luz penetre a mente dos homens
Deixai que a luz desça à Terra.

Do ponto de Amor dentro do coração de Deus
Deixai que o raio de amor penetre no coração dos homens,
que o Cristo retorne à Terra.

Do centro onde a vontade de Deus é conhecida
Deixai que o propósito guie as pequenas vontades dos homens,
o propósito que os Mestres sabem e servem.

Do centro que chamamos raça dos homens
Deixai que o plano de Amor e Luz se realize
e sele a porta onde mora o mal.

Que a Luz, o Amor e o Poder restaurem o Plano na Terra.


Namastê.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

O signo de Capricórnio

Capricórnio vibra no elemento Terra, de qualidade Cardinal, polaridade yin (feminino).

É o signo dos avatares e da iniciação espiritual. 

Parece contraditório mas não é: o signo mais material de todos é aquele que dá início à vida espiritual. 

Explico: quando chegamos ao máximo possível da matéria, partimos para o espírito.

No hemisfério Norte, corresponde ao solstício de inverno (momento que o Sol está posicionado em linha reta com o meridiano central, em seu ponto mais alto, portanto mais frio, à noite mais longa do ano, que dá início ao inverno).

No hemisfério Sul, onde estamos, é o solstício de verão (o Sol está posicionado em linha reta com o meridiano central, em seu ponto mais baixo, portanto mais quente, ao dia mais longo do ano, que dá início ao verão).

Pessoas com Sol, Lua, Ascendente ou planetas pessoais em ângulos importantes em Capricórnio se identificam mais com essa energia.

A qualidade Cardinal dá início a coisas novas.

Os signos Cardinais são Áries (início do outono no hemisf. Sul), Câncer (início do inverno no hemisf. Sul), Libra (início da primavera no hemisf. Sul) e Capricórnio (início do verão no hemisf. Sul).
Esses signos, iniciadores das estações do ano solar, demarcam os 4 quadrantes na mandala astrológica.
Cada um pertence a um elemento diferente.

No caso de Capricórnio, início do inverno no hemisf. Norte e início do verão no hemisf. Sul, é o início do quadrante de Terra.

A Terra é o último e mais concreto dos quatro elementos.
Por isso Capricórnio pode ser visto também como o início do fim. 
Mas o que é o início do fim?
É a materialização daquilo que foi pensado ou intuído, era apenas uma idéia em Áries, depois foi acalentado, sonhado, desejado, cuidado, e foi adicionada a força da emoção em Câncer, foi raciocinado, planejado, calculado e organizado em Libra.

Em Capricórnio tudo o que é abstrato já passou, estamos na fase da realização prática, materialização do sonho, concretização do ideal, o resultado prático das ações e do trabalho.

A qualidade Cardinal confere a Capricórnio a iniciativa: age a partir do estímulo interno, e não externo. Não espera pelos outros ou por circunstâncias favoráveis para dar início a alguma coisa. 
Sua motivação é sua vontade. 
Sua ação não é uma reação, não é o resultado de algo que recebeu de fora, não é uma resposta, vem de dentro de si mesmo, como todos os signos Cardinais.

Isso, aliado à sua grande praticidade (elemento terra) lhe dá um tanto de autoritarismo: gosta de comandar. 
Não é o melhor signo para receber ordens, está mais para ditar as regras. 
Não é obediente, quer ser obedecido.

Suas metas são grandes, ambiciosas, duradouras. 
Se achar isso necessário, será a pessoa mais obediente do grupo, seguirá todas as regras, até mesmo aquelas que não concorda ou acha absurdas - mas somente se tiver certeza que isso lhe levará ao objetivo pretendido. 
Alcançado o objetivo, pára de obedecer e começa a mandar.
A qualidade Cardinal lhe dá ousadia, independência e comando.

Portanto, Capricórnio é ação (cardinal) material (terra).

Capricórnio, assim como os outros signos do elemento terra (Touro e Virgem), PRECISA produzir.
Necessita muito de realização profissional e material. 
Precisa ver o resultado prático de suas ações.
Adora medir e calcular tudo, pois é prático, e sempre quer ter certezas.

Não faz nada por fazer, suas ações sempre tem um objetivo final, de preferência prático ou material.

Busca o poder e o status social. 
Prefere estar na parte de cima da pirâmide. É dessa maneira que se sente seguro.
Precisa ter certeza que seu chão é firme, sua base é sólida e segura, e que sua raiz é profunda.

A teoria é para Sagitário. Capricórnio quer a prática.

Sente que tem valor quando seu trabalho é reconhecido, quando os outros reconhecem suas capacidades, e quando consegue mostrar ao mundo: eu fiz isso.

Sua ligação com a família é muito forte.
Câncer é a raiz, Capricórnio é a planta.
Câncer é a mãe. Capricórnio é o pai.
Câncer é aconchego e proteção. 

Capricórnio é a disciplina e a luta pela sobrevivência.
Câncer constrói sua casa. Capricórnio precisa da casa para voltar do trabalho lá fora e descansar.

Para Capricórnio, a família tem algo de sagrado. 
Poderá até brigar com sua família, mas tudo fará para mantê-la unida e forte. 

E também é um signo muito ligado às tradições e ao passado.
O contato com seus ancestrais, as histórias da vovó ou do vovô lhe recarregam as energias, chegam até mesmo a dar um sentido para a sua vida. 
O sentido de continuar aquela tradição, aquela família, aquele clâ.
Adora conhecer a história, o passado dos seus antepassados e repassar isso tudo para os mais jovens, os novos membros do seu clã.
Seus valores são tradicionais e conservadores.

Embora Capricórnio tenha quase sempre muitas mágoas guardadas dentro de si, não se queixa da vida (acha que isso é perda de tempo), mas segue sempre em frente com uma persistência de ferro para conseguir o que quer.

Quando erra, não perde tempo se culpando. 

Mas no íntimo, em segredo, não se perdoa, se castiga severamente e jura que não errará novamente. Dificilmente erra, pois não se permite esse luxo. 
O erro não tem perdão, tem conserto.

Capricórnio dá conta de todas as suas responsabilidades, e geralmente fica sobrecarregado delas, pois é muito ambicioso e trabalhador. 
E ainda assim não se queixa, segue trabalhando e resmungando, mas sempre em direção à sua meta.
Não faz nada contra a sua natureza, ou contra a sua tradição.

E quando sente que algo está perdido, simplesmente vai embora (ao contrário de Touro, que fica apegado).

Detesta superficialidade e conversas banais.
Seu objetivo é chegar ao máximo gastando o mínimo (de energia ou de dinheiro).
Muito difícil de desistir.

Gosta de segurança, rotina, e é geralmente confiável. 
Mas seu círculo de amizades íntimas passa por uma peneira muito fina. 
Uma vez aceito, o amigo pode contar com alguém leal, que lhe dará a mão sempre que precisar, mas também vai ficar sempre tentando corrigir seus defeitos e falhas, tudo para lhe ajudar, claro, e lhe empurrando para o trabalho, pois Capricórnio odeia gente preguiçosa.

É muito sensível à opinião pública.
Por isso vai sempre buscar o emprego certo, a escola certa, o comportamento certo, o parceiro certo. Não suporta abrir muito a sua intimidade, pois sua privacidade é sagrada, como o é sua família.

Gosta de ter poder e status e ser muito reconhecido por sua capacidade profissional, mas não gosta de ser uma pessoa pública, com sua vida na conversa de pessoas que ele nem conhece.

É mais disciplinado do que um general. 
Seu sentido de responsabilidade e dever estão acima de seus próprios sentimentos. 
Simplesmente toma para si as responsabilidades e leva as tarefas adiante. 
Não se permite errar e nem descansar muito enquanto não terminar. 
Suporta frustração, humilhação, dificuldades financeiras, problemas de saúde, problemas de amor, chuva, sol, frio, calor... porque tem aquela inabalável certeza de que vai conseguir, vai chegar lá. Na maioria das vezes ele chega mesmo.

Seu passo é lento, porque gosta de cumprir todas as obrigações, exigências e formalidades, não deixa nada para depois ou para trás. 
Não quer ser cobrado por ninguém ou por alguma consequência de algo que deixou de fazer, ou fez mal feito, no passado.

Gosta de estudar, mas diferente de Sagitário, Capricórnio estuda aquilo que vai lhe render algum dinheiro ou vantagem profissional, aquilo que de alguma maneira vai lhe ajudar a melhorar a vida.
Jamais perderia seu tempo precioso estudando coisas abstratas como filosofia, música, artes (se fôsse muito bem pago para isso até poderia pensar no assunto).

Tem uma inteligência prática capaz de avaliar rapidamente os prós e contras de uma situação ou investimento, os custos e benefícios, e até onde pode ir. 
Reconhece claramente uma boa oportunidade.
Tem sempre seus pés no chão bem firme, é um realizador. 

Os reformadores (aquário) e os sonhadores (peixes) virão depois dele. 

Capricórnio acredita naquilo que pode ver e tocar, medir e provar. 
Detesta muitas inovações, novidades, quebras de protocolo, mudanças em tradições. 
Gosta de produzir muito, mas isso não lhe quer dizer mudar.

Capricórnio não quer mudar o mundo, quer usar o mundo como ele é. 
Quer trabalhar no mundo, e ganhar muito dinheiro.

Todas as profissões que exigem grandes responsabilidades estão em afinidade com Capricórnio. 
A vida pública também (funcionário público de carreira, político). 
Mas prefere ser o Gerente, o Chefe. Do contrário, vai preferir ser independente e ter seu próprio negócio. 
Coisas duradouras como casas, o ramo imobiliário, a agricultura também. 
Coisas sólidas, como pedras (tanto a construção como as pedras preciosas e, para os mais sensíveis, as esculturas em pedra). 
E como o simbolismo do final das coisas, também o trabalho com funerárias ou cemitérios, ou ainda os trabalhos noturnos, ou abaixo da terra (as minas, as cavernas). 
Tudo o que é antigo (museus, arqueologia..). Além disso, todo o tipo de trabalho pesado também tem a ver com Capricórnio, que aceita qualquer trabalho no início da carreira, mas sempre estará de olho em algo melhor.

Regido por Saturno, ou Cronus, o deus do Tempo. 
Saturno simboliza tudo o que é sólido, duradouro e muito velho. 
Acumula séculos de conhecimento. 
Simboliza o cuidado e a prudência de quem já se machucou muito: a experiência.
Tem paciência, já chegou até aqui. Já tropeçou, caiu e levantou mil vezes e sua expressão facial ainda é a mesma. 
Por isso, Capricórnio gosta de tudo o que é velho, antigo, tem história e já foi experimentado e comprovado.

Gosta de ter amigos mais velhos para aprender muito, mas também curte os mais jovens, para ensinar o que aprendeu.

A maioria dos capricornianos não é muito feliz na infância (principalmente a Lua nesse signo), tem dificuldade de se divertir, pois diversão não é algo palpável, concreto ou material, e não parece ser algo útil. 
Capricórnio até se diverte, mas acha que perde tempo. 
Mas a medida em que os anos passam, Capricórnio aprende a se divertir, aprende a ser feliz, aprende pela experiência própria. 
É um daqueles signos que é mais feliz na velhice do que na juventude.
Na infância parece um velho, e na velhice parece mais jovem. 
Mas só consegue se divertir e relaxar quando seus deveres e obrigações estão todos em ordem.

Capricórnio aparenta frieza, egoísmo, autoritarismo, falta de sentimentos, avareza, solidão. 
Parecido com Escorpião e ao contrário de Sagitário, desconfia até de sua própria sombra.

É tímido e desconfiado no amor. 
Alguns ficam amargos, solitário e revivem constantemente aquele passado que já se foi.
Quando Capricórnio admite o amor no seu mundinho fechado esse amor é muito cuidado, protegido, defendido, paparicado, tratado como uma realeza. 
Odeia vulgaridades. 
Gosta de pessoas fortes, pelas quais tenha admiração e respeito. 
Se o seu amor fica doente, Capricórnio atravessa tempestades de raios ou trovões para lhe trazer o remédio, ou o médico. 
Seu amor tem que ter base, estrutura. 
É ciumento, crítico, controlador, possessivo. 
Tem medo de sofrer, ou de ser rejeitado (por isso fica frio, distante, e rejeita antes).

Às vezes confunde autoestima com capacidade de trabalho. 
Precisa lembrar que no amor as coisas não funcionam como na profissão, embora também sejam necessários o respeito e a lealdade.

Não se deixa seduzir facilmente. 
Capricórnio é quem tem que seduzir, é quem tem que querer primeiro. 
E além disso, primeiro tem que confiar, para depois se entregar. 
O elemento terra lhe dá bastante sensualidade e, por incrível que pareça, Capricórnio gosta muito de carinho e de sexo. Mas tudo tem seu momento. 
Detesta intimidades em público, seu parceiro tem que ser refinadíssimo e muito educado em público, mas tremendamente sensual e liberado na intimidade. 
Todos os signos de terra necessitam muito de contato físico, do toque, e geralmente são carinhosos.

Seus defeitos? São conhecidos: frieza, dureza de sentimentos, timidez, avareza, autoritarismo, ciúme, possessividade e às vezes crueldade. 
Às vezes usa as pessoas para conseguir seus objetivos materiais e segurança. 
Mágoas do passado levam uma vida inteira para passar (se é que passam..). 
Vingança, critica demais os outros e a si mesmo (mas a si mesmo é em silêncio), tem dificuldade de ser espontâneo, se soltar, dificuldade em confiar. 
Trabalha demais. 
Às vezes lida com sua vida afetiva, emocional ou sexual como se estivesse administrando uma empresa que necessita dar lucro urgente, e pode ir a extremos. 
Ou simplesmente não aceita que as pessoas podem ter fraquezas . 
Ou ainda está constantemente carregando nas costas as pessoas que ama. 
Preocupa-se exageradamente, e pode ser bastante pessimista enquanto pensa que é realista. 
Não se permite sonhar, e nem que seja só de vez em quando, ser criança, e brincar.

Em Capricórnio, tudo é lento, mas duradouro. 
Suas conquistas são demoradas, difíceis.
Pode ser que demore muito a descobrir sua vocação. 
Ou descobre cedo mas tem muita dificuldade em seguir esse caminho. 
Demora muito para encontrar um amor, mas quando chega lá, é prá ficar.
Depois que conquista, finca suas firmes estruturas na terra e na pedra, e protege com unhas e dentes aquilo que conseguiu.
Para Capricórnio as coisas não chegam de graça, e por isso ele acha que tudo tem o seu preço, e está disposto a pagar por aquilo que quer.

Na saúde, as partes do corpo regidas por Capricórnio são a pele, os ossos, cabelos, unhas, dentes, juntas, articulações (principalmente o joelho), cartilagens. 
As doenças associadas são calcificação ou descalcificação, endurecimento de tecidos, artrite, reumatismo, cálculos, fraturas, paralisias, deslocação de ossos, doenças de pele, alegrias, urticária, erupções, espinhas, lepra, verrugas, cáries, problemas com os dentes, calvície, unha encravada, fungos, doenças da velhice.

Precisa largar a culpa e a responsabilidade por tudo, não ter medo de errar ou fracassar às vezes, pois isso faz parte da vida e da aprendizagem.
Quando Capricórnio perde o medo de amar e de ter prazer, sua vida se torna leve e, por mais que ele ache incrível, trabalha muito melhor.

Capricórnio, parecido com Escorpião, também tem 3 níveis de evolução:

1) A Cabra : Seu objetivo maior é subir na vida, materialmente falando (a cabra sobe as montanhas mais altas e dificeis). Faz qualquer coisa para alcançar bens materiais, é mesmo tremendamente materialista, e até mesmo os seus relacionamentos têm finalidade material, financeira ou profissional. Só estuda se isso lhe trouxer dinheiro ou vantagens. Sua vida é regida pela ambição. Nunca está satisfeito com o que ganha ou tem, sempre quer mais. Enquanto os joelhos da cabra não se dobrarem, enquanto não se inclinar humildemente perante algo maior (seja espiritual, social, afetivo, etc) não sairá desse nível.

2) O Crocodilo : Durante esse estágio, Capricórnio ainda é muito ligado ao dinheiro, mas está procurando expandir sua consciência, de alguma maneira, para além de sua própria personalidade. Ainda precisa domesticar seu orgulho, dominar o medo da solidão, e não deixar sua ambição lhe governar a vida. O crocodilo vive na água e na terra. Nesse nível, Capricórnio mantém sua ambição mas já entra em contato com seus sentimentos e com os dos outros.

3) O Unicórnio : O Unicórnio é o símbolo dos iniciados. A iniciação sempre acontece em montanhas elevadas. Aqui o simbolismo da montanha como matéria significa que Capricórnio não renunciou, mas se elevou acima dela. Conquista bens materiais sim, mas não é escravo do status, da opinião alheia, e das coisas que o dinheiro pode comprar. Ele usa a matéria, mas não é usado por ela. O fato de ter subido a montanha simboliza sua grande força de vontade, determinação e paciência para trilhar um caminho tão difícil e alcançar seu objetivo. Ao mesmo tempo que continua capaz de graus extremos de esforço e trabalho, o chifre único em sua cabeça simboliza a concentração em um objetivo único, maior (o chifre aponta para cima). Isso acontece após ele ter trabalhado muito bem sua vida emocional, transcendendo a si mesmo e servindo à humanidade, passando aos outros a sua experiência e a sua força. Aqui, Capricórnio é capaz de amar profundamente. Aqui, Capricórnio luta contra a injutiça, a corrupção, a doença, a ignorância, a exploração, a guerra e a escuridão.

Todos os signos Cardinais iniciam as coisas, abrem alguma porta.
Capricórnio realiza ações materiais e abre as portas da espiritualidade.
Só a partir de Capricórnio estaremos aptos a transcender, a pensar com profundidade.
Capricórnio conquista a matéria, realiza, põe em prática.
Quem consegue estudar, filosofar, expandir espiritualmente se estiver com fome, doente, sem local para morar, ou para dormir em um dia de chuva ou sol forte?
Nós somente nos voltaremos para objetivos espirituais quando as mínimas necessidade materiais estiverem atendidas.
Formar essa base é subir a montanha.
A tentação, em Capricórnio, é a ambição exagerada: mais dinheiro, mais poder, mais status, mais montanhas materiais para subir.

Capricórnio precisa trabalhar:

1) Aprenda a rir. Simplesmente rir, porque está feliz, sem finalidade alguma.

2) Depois aprenda a rir de si mesmo. Permita-se cometer alguma gafe, parecer ridículo ou fraco de vez em quando. Descubra que isso faz parte do fator humanidade em nós. Você pode aprender brincando, ao invés de sofrendo.

3) Perdoe seus erros. E depois deixe irem embora as raivas e mágoas passadas. Só assim você conseguirá construir alguma história afetiva verdadeira em sua vida.

4) Sempre que puder, durma uma tarde inteira, ou acorde mais tarde. Faça nada, desligue. Liberte-se das preocupações.

5) Trabalhe seu corpo, vá a sessões de massagem, lembre-se que tem um corpo físico, não apenas uma máquina de trabalho.

6) Passe um dia, ou algum tempo, dedicado a viver com conforto e felicidade usando o mínimo possível de dinheiro e o máximo de simplicidade. Perceba a diferença entre ser avarento e ser simples. Perceba como a vida é rica e feliz, naturalmente.

7) Encare e elimine seus medos, um de cada vez. Use sua qualidade de realismo e praticidade e filtre os medos reais dos medos irreais. Assim, já estará elimindando a maioria. Quanto aos medos reais, planeje uma estratégia para se proteger e não ter que ficar se preocupando com isso.

Sugestões para desenvolver a energia de Capricórnio:

1) Seu elemento é a terra: o contato com o chão firme é revigorante, ande de pés descalços na terra úmida ou coberta de folhas, ou na areia da praia.

2) Pratique jardinagem ou agricultura.

3) Construa uma torre. Use qualquer material, e observe que aos poucos um pedaço por cima do outro pode se tornar algo firme, estável, duradouro, seguro. Perceba a importância de cada detalhe no processo. Reflita no simbolismo das torres: é a mente que se eleva, com a ajuda do corpo.

4) Tenha metas e objetivos bem definidos e claros, e prossiga na realização destes. Inclua na lista a parte da felicidade e das diversões. Se lhe for possível, inclua também a parte da espiritualidade.

5) Troque a culpa pela responsabilidade. A culpa imobiliza e paralisa você. A responsabilidade lhe ajuda a progredir.

6) Descubra em que você tem muito talento. E produza algo inesquecível, duradouro, perfeito, com esse dom, que ao mesmo tempo lhe deixe muito orgulhoso, mas que consiga ajudar e melhorar a vida de alguém.

7) Escale uma montanha, ou algum morro. De cima, observe a paisagem, e não pense em nada, além do momento presente.

Namastê.