...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

quarta-feira, 14 de junho de 2017

solstício de Inverno, 2017


Da árvore do silêncio colha o fruto da tranquilidade.
A tarde é a velhice do dia. 
Cada dia é uma pequena vida, 
e cada pôr do Sol uma pequena morte.
(Arthur Schopenhauer)

Em 21/06/2017, quarta-feira, 1:24 h acontece o solstício de Inverno no hemisfério Sul, Verão no hemisfério Norte.

O Sol já alcança sua máxima distância do nosso hemisfério (Sul) em 16/06 às 19:17 h, a 25° Gêmeos, alguns dias antes de ingressar em Câncer.
Por aqui é solstício de Inverno.
No hemisfério Norte é solstício de Verão.
Saudações ao Norte e ao Sul !
Moro no paralelo 30°S, portanto, sigo a Roda do Sul.

Aqui na terrinha é a chegada do Inverno/Yule, precisamos de aconchego.
Na Tradição Nórdica, Yule é o início do ano, com direito à Caçada Selvagem de Odin, a Noite da Mãe Frigga e Nerthus, a presença dos espíritos protetores femininos, e dos ancestrais (Disir).
Festa do Clã, reunião da família e dos íntimos, proteção, carinho e olhar para o futuro.
Agradecer, sempre.
Os deuses são Baldur e Sunna (Sol) - sempre presentes nos solstícios.
Outras divindades são as Nornes (runas), Frey e Gerda (prosperidade), Skadhi e Ullr (regentes do frio e da caça) Thor (inimigo dos Gigantes de Gelo), e os Elfos Claros e Escuros (para eles eram colocados os presentes nas árvores).
E ainda as divindades que você tem afinidade.
As runas são Isa (Gigantes de Gelo), Eihwaz (a árvore Yggdrasil), Sowilo ou Sigel (Sol), e principalmente Jera (o ponto de mutação, fim e começo, colheita).
Para os nórdicos havia 3 estações, e não 4.
Na Tradição Celta o começo da metade clara do ano, quando a deusa Anciã sai do submundo para se transformar na Mãe, e o deus é seu bebê - o ano iniciou em 30/04 no hemisfério Sul, Samhain, popularmente conhecido como o Dia das Bruxas no hemisfério Norte (lá em 31/10, outono).
Para os druidas, o Rei do Carvalho (metade clara) vence o Rei do Azevinho (metade escura) e é colhido o visco. Guirlandas com pinhas oferecidas à Deusa Tecelã.

Para os egípcios o renascimento de Rá (Sol) e a criação do mundo.

Para os romanos festa da Saturnália, quando um escravo toma o lugar do Rei por uma semana e no final é sacrificado.
Nesses dias o Rei fica recolhido dentro do palácio, o povo festeja e não trabalha, enquanto o escravo dá as ordens. No final, sacrifício do escravo/Rei e homenagens a Apolo também.
Para os cristãos, é festa de São João - porque seguem o Norte sem questionar nem saber o por quê; porém de acordo com as estações (como faz o Norte) para os cristãos seria o Natal.

Para os xamãs, tempo de purificação, meditação e mexer nas suas sacolas de Poder, a Lua do Ganso das Neves (que trabalha com os mistérios), do clã da Tartaruga, o Pai Sol retorna de sua jornada para aquecer a Mãe Terra e suas crianças.
É a direção Norte, dos Ancestrais, representada pelo branco da neve e pelo silêncio das montanhas.
Por isso, bom tempo para escutá-los e pedir conselhos - tanto os anciãos quanto os ancestrais que já partiram para a estrada azul.
Os animais sagrados são o búfalo (abundância), coruja (sabedoria) e borboleta (renascimento).
Há uma crença que se você ver uma borboleta nesse dia, terá um ciclo de muita sorte.

Os deuses são Apolo (romano), Dionísio (grego), Baldur (nórdico), Frey (nórdico), Horus (egípcio), Lugh (celta), Mabon (celta), Mithra (romano), Osíris (egípcio), Ra (egípcio), Surya (indiano), Odin (nórdico), Saturno (romano) e Tammuz (sumério, equivalente a Horus), além outros.

As deusas são Bast (egípcia), Frigga (nórdica), Bertha (nórdica), Sunna (nórdica), Lucina (romana), Alcyone (grega), Deméter (grega) Ameratasu (japonesa) Caeilleach Bheur (celta), Frau Holle (escandinava), La Befana (italiana), A Mulher Aranha (índios hopi) Arianrhod (celta), além de outras.
A entrada do Sol em Câncer acontece de madrugada, marcando o início do Inverno por aqui, e a nossa passagem pelo "mundo da lua", relativo ao signo de Câncer, regido pela Lua.

A Lua, minguando em Touro a 4 dias da Lua Nova, portanto entrando em sua parte mais escura do ciclo, busca segurança, estabilidade e conforto.

As pontas cardinais do mapa marcam acontecimentos rápidos e muitas mudanças.

Marte, o regente do mapa está em queda em Câncer, próximo do Fundo do Céu indicando que as ações serão tardias e lentas, e que o povo estará agitado.

O pensamento tende a estar disperso, muita coisa nos distrai.
Queremos segurança, estabilidade e queremos mudanças também - contraditório isso.
Tendência a concentrar em si mesmo e agir pouco.
Cuidado com a tendência de se acomodar.
Há indícios de recuperação e/ou transformação financeira.
Enquanto tentamos renascer das cinzas, ainda precisamos estar cuidadosos.

Os relacionamentos íntimos estão favorecidos, incluindo aí os afetivos, familiares, os antigos, as panelinhas fechadas, os grupos secretos.

Na política, atitudes impositivas com pouca discussão e debate dos assuntos são causa de brigas que chegam aos tribunais.
O governo se refugia em uma torre de marfim falando através de interlocutores, e precisará refazer alguns passos.
Recebe cobrança de assuntos antigos e inacabados.
A popularidade do governo varia um pouco levada para cima e para baixo por parte do setor financeiro e suas consequências.
Possibilidade de refinanciar dívidas ou fazer empréstimos, e muita discussão sobre os aspectos legais disso.

As comunicações não são claras, há desencontro de informações, confusão, mentiras e boatos.
Problemas nas fronteiras, ou com estrangeiros, desacordos internacionais com dificuldades em importação/exportação.

A cúpula do governo e os parlamentares atuam em conjunto, e há conflitos com a Justiça.
Mudança de rumo e conflitos com os trabalhadores públicos em geral.
Kíron na casa 12 mostra o desconforto das pessoas que precisam de Assistência Social (aposentados, doentes e pobres).
obs: essas previsões são passageiras; para uma previsão correta é necessário comparar os mapas do Brasil (eu estudo dois: o do dia 02 e o do dia 07); não tenho tempo para fazer isso, comecei um texto, que está inacabado desde o início do ano. Se um dia que eu conseguir terminá-lo, prometo postar.
Lembre que 2017 é ano astrológico regido por Marte marcado por muitos conflitos, com mudanças que acontecem de forma lenta e cheias de obstáculos.
Não é um ano que favorece a população.

Esse Inverno também é regido por Marte, e nesse mapa a população está mais forte.

Para nós, pobres mortais, o momento introspectivo da estação mais fria estimula contatos com nossos afetos, busca por segurança material e emocional.

Embora a vida social não esteja estimulada, o mapa do solstício não nos leva para dentro das cavernas.
O trabalho e as atividades mentais/intelectuais estão estimulados.

Mercúrio oposto a Saturno traz tendência pessimistas e depressivas, enquanto o sextil com Urano abre a mente para novas ideias e inovações: é preciso acreditar mais que as novas ideias são possíveis.

O quincuce de Júpter com a Lua/Vênus e com Netuno pede para reavaliar os apegos e as utopias, a passividade e os exageros.

Saturno retrógrado em Sagitário na 9 regendo o Meio do Céu aponta para a reavaliação de metas, correção de erros passados, discussão sobre leis e comportamentos.

Os regentes do Ascendente e do Meio do Céu (Marte e Saturno) mostram o nosso inverno ativo e dinâmico internamente (nos pensamentos e emoções) porém voltado para o passado, em alguns casos fugindo de uma realidade dura, em outros em uma tentativa de corrigir erros.

As casas aspectadas por regentes são a 2,4,7,8,9 e 12.
Temos aí bastante atividade introspectiva, mergulhos, busca de auto conhecimento, espiritualidade, transcendência, purificação, revisão da vida, busca de curas e consertos do passado, busca por melhoria financeira e material, revisão de comportamentos sociais, avaliação dos relacionamentos e parcerias, questionamento de crenças ou reafirmação das mesmas, e procura por novos objetivos.

Na política, a situação financeira, os escândalos, o relacionamento governo/oposição, os acordos e rompimentos, as atividades ocultas, a voz dos desfavorecidos e desamparados, melhora financeira, a tão procurada justiça social e a cobrança por atitudes mais éticas são alguns dos assuntos importantes nesse período.
astrometeorologia: (Porto Alegre e arredores) parece que teremos um inverno frio. Vento, umidade, dias gelados. Tempestades com vento forte.


Namastê.

4 comentários:

Marília Nery disse...

sensacional seu projeto!!! Namastê irmã 🙏

Susana disse...

obrigada! Namastê.

Marilia Sartorio disse...

Olá! Gostaria de entender porque você coloca 2017 regido por Marte e não por Saturno....Gratidão!

Susana disse...

Olá Maria! O Ano Astrológico inicia com a entrada do Sol em Áries, e é regido pelo regente do mapa. O que se popularizou como Ano Astrológico na verdade é o cabalísitco - baseado em uma tabela numerológica associada aos planetas. Em astrologia, seguimos o que está no céu. Porém o ano cabalístico funciona, na minha opinião, como um ciclo energético, mas não astrológico. Você encontra mais explicação nos posts (Ano Novo e Ano Astrológico -
http://veraluciacienciasocultas.blogspot.com.br/search/label/Ano%20Novo%20e%20Ano%20Novo%20Astrol%C3%B3gico%20-%20diferen%C3%A7as e (planetas que regem o ano na astrologia cabalística)
http://veraluciacienciasocultas.blogspot.com.br/search/label/Ano%20Cabal%C3%ADstico%20entender%20e%20calcular
e também no post do ano astrológico de 2017 - http://veraluciacienciasocultas.blogspot.com.br/search/label/2017%20Astrol%C3%B3gico - Namastê.