...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

terça-feira, 30 de setembro de 2014

outubro 2014, numerológico 8


Mês Universal 8, de Ano Universal 7, é um mês de mudanças.
As oscilações do 8 podem trazer grandes perdas ou recuperação de perdas.
8 responde conforme o esforço feito.

Tem fama de ser o "número do dinheiro", mas o dinheiro dele vem do esforço, e não da sorte. Se trabalhar tem, se não trabalhar perde, mais ou menos assim.

Sendo o número das mudanças, da possibilidade de transformar situações (para melhor ou para pior), em um Ano Universal 7, passa por mudanças de pensamento, mudanças nos planos, na direção da vida.

Não favorece muito as finanças, que devem vir aos poucos e com bastante esforço.

Tempo de recuperar alguma situação tida como perdida.

Favorece os tratamentos de saúde, física e mental, e a busca de novos tratamentos, remédios e curas.

As energias fortes são 8, 9 e 6, e os desafios são 1, 6 e 9.

Temos como desafio a perda de energia, fraqueza, submissão, depressão, falta de iniciativa e de praticidade. Principalmente o 1 como desafio mais forte, é necessário ter mais iniciativa própria e não depender tanto da aprovação e da ajuda de outras pessoas para levar a vida.

8, 9 e 6 mostram que o momento é de muito esforço e trabalho, e quem sabe uma boa colheita.
8 está bem forte, mostrando que é tempo de fazer uma bela faxina, separar o que vale a pena investir ou recuperar, daquilo que temos que deixar ir.
6 pede bastante disciplina, mais ainda porque também aparece como desafio, então é necessário estar bem organizado e simplificar a vida, buscar eficiência e ter bastante paciência.

A maioria dos algarismos maiores mostra a força do coletivo, as imposições e as obrigações.
Mas lembrando que a energia do 1 como desafio pede para ser uma pessoa auto motivada, não depender de outros para fazer nada e combater o desânimo.

9 aparecendo como energia forte e como desafio mostra altos e baixos, extremos emocionais.

A soma 15 = 6 reforça a importância da disciplina, do controle do stress, a necessidade de tomar decisões importantes e ter bastante paciência também.

15 é a carta do Diabo, no Tarô, uma carta de muita intensidade, que fala de paixões, sensualidade e busca de conhecimento também.
Deve se ter cuidado com as tentações de levar pequenas vantagens pessoais, o delírio de poder, a exacerbação do ego, a tentativa de controle e de manipulação de outras pessoas (de nossa parte ou da parte delas).

Essa é uma carta muito forte que, para ser bem vivenciada depende muito da evolução espiritual ou mesmo moral da pessoa, pois simboliza muito conhecimento adquirido e acumulado que, conforme for usado, pode contribuir para nossa vitória ou para a ruína.

O desejo de liberdade e muito poder acontece devido à sensação de estar preso ou submisso à alguém ou a uma situação. Mas como essa carta tem muito de ilusão, muitas vezes a pessoa não consegue perceber que é ela própria que se liberta, não há nada externo a ela que lhe possa dar ou devolver a liberdade pessoal.

Os números/energias fortes desse mês mostram que devemos passar por algumas situações-limite, que provavelmente seremos testados, principalmente na nossa capacidade de manter a calma e os princípios éticos também.

Essas energias também favorecem os cuidados com o corpo.

Estaremos trabalhando e nos esforçando mais para não perder, ou para recuperar situações ou pessoas, do que para conquistar e avançar.

Lembrando que o Ano é 7, de vida mais interior do que social, estimulando a reflexão, os estudos, o auto conhecimento, a vida espiritual, insights, mais planejamento do que ação, e que os relacionamentos são mais baseados em afinidades mentais, culturais ou espirituais do que físicas ou materiais.

Namastê.

Nenhum comentário: