...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

PERGAMINHO NÚMERO SEIS: Hoje serei senhor de minhas emoções.
























Hoje serei senhor de minhas
emoções. 
As marés avançam, as marés recuam. 
Vai o
inverno, vai o verão. 
Finda-se o verão, aumenta o frio. 
Levanta-
se o sol; põe-se o sol. 
Cheia é a lua; negra é a lua. 
Chegam os pássaros; partem os pássaros. 
Florescem as flores, murcham as flores. 
Plantam-se as sementes, colhem-se as colheitas. 
Toda a natureza é um círculo de ânimos: eu sou uma parte da natureza e, assim como as marés, meus ânimos se elevarão, e meus ânimos cairão.

Hoje serei senhor de minhas emoções.

É uma das artimanhas pouco percebidas da natureza que cada dia eu acorde com ânimos diferentes dos da véspera. 
A alegria de ontem será a tristeza de hoje; já a tristeza de hoje se transformará na alegria de amanhã. 
Dentro de mim há uma roda constantemente a girar, da tristeza para a alegria, da exultação para a depressão, da felicidade para a melancolia. 
Como as flores, a florescência plena de alegria de hoje fenecerá e murchará em desespero; porém relembrarei que, como as flores mortas de hoje carregam as sementes da florescência de amanhã, assim também a tristeza de hoje carrega a semente da alegria de amanhã.

Hoje serei senhor de minhas emoções..

E como assenhorar-me dessas emoções, para que cada dia seja produtivo? 
Pois, a não ser que meu ânimo seja forte, o dia será um fracasso. 
As árvores e as plantas dependem da temperatura para florescerem, mas eu farei minha própria temperatura, sim, eu a transportarei comigo. 
Se eu trouxer a chuva, a melancolia, a depressão, a escuridão e o pessimismo aos meus fregueses (pessoas com quem convivo), eles reagirão com chuva, melancolia, escuridão e pessimismo, e não comprarão nada. 
Mas, em vez disso, se eu lhes trouxer alegria, entusiasmo, claridade e riso, eles reagirão com alegria, entusiasmo, claridade e riso, e minha temperatura produzirá uma colheita de vendas e um celeiro de ouro.

Hoje serei senhor de minhas emoções.

E como assenhorar-me de minhas emoções, para que cada dia traga a felicidade e seja produtivo? 
Aprenderei este segredo das gerações: Fraco é aquele que permite que seus pensamentos controlem suas ações: forte é quele que força suas ações a controlar seus pensamentos. 
Cada dia, ao acordar, seguirei este plano de batalha antes que seja capturado pelas forças da tristeza, da lamúria e do fracasso:

Cantarei, se me sentir deprimido.
Rirei, se me sentir triste.
Redobrarei meu trabalho, se me sentir doente.
Avançarei, se sentir medo.
Vestirei roupas novas, se me sentir inferior.
Erguerei minha voz, se me sentir inseguro.
Relembrarei meu êxito passado, se me sentir incompetente.
Relembrarei meus objetivos, se me sentir insignificante.

Hoje serei senhor de minhas emoções.

De hoje em diante saberei que apenas os de capacidade inferior podem estar sempre em sua melhor forma, e eu não sou inferior. 
Dias haverá em que terei de lutar contra forças que me derrubariam, se pudessem. 
Os desesperados e os tristes são fáceis de conhecer, mas há quem virá com sorriso e mão de amizade, e pode destruir-me. 
Também contra esses jamais devo ceder o controle.

Recordarei meus fracassos, se me tornar confiante demais.
Pensarei nas fomes passadas, se abusar do presente.
Relembrarei minha luta, se me sentir complacente.
Relembrarei momentos de vergonha, se me entregar a momentos de grandeza.
Tentarei parar o vento, se me sentir com poder demais.
Relembrarei uma boca sem alimento, se atingir grande riqueza.
Relembrarei momentos de fraqueza, se me tronar demasiado orgulhoso.
Fitarei as estrelas ao sentir que minhas técnicas são inigualáveis.

Hoje serei senhor de minhas emoções.

E, com esse novo conhecimento, também entenderei e reconhecerei os ânimos daqueles a quem visito (com quem tenho que conviver). 

Permitirei que extravase sua ira e irritação de hoje, pois ele não conhece o segredo de controlar a mente. 
Posso tolerar-lhe as setas e os insultos, pois agora sei que amanhã ele mudará e, então, será uma alegria aproximar-me dele.

Não mais julgarei um homem apenas por um contato; não mais deixarei de visitar amanhã, de novo, (ter contato com) aquele que se encontra irado hoje. 
Neste dia ele não dará um tostão por artigos de ouro; amanhã, trocará sua casa por uma árvore. 
Meu conhecimento deste segredo será minha chave para a grande riqueza.

Hoje serei senhor de minhas emoções.

De hoje em diante, reconhecerei e identificarei o mistério dos ânimos em toda a humanidade e em mim. 
A partir de hoje estou preparado para controlar qualquer personalidade com que eu desperte a cada dia. 
Serei senhor de meus ânimos pela ação positiva e, quando for senhor de meus ânimos, controlarei o meu destino.

Hoje controlarei o meu destino e meu destino é tornar-me o melhor vendedor do mundo (uma pessoa melhor).

Serei senhor de mim mesmo.
E serei grande.

(texto do livro: O Maior Vendedor do Mundo, de Og Mandino)

Namastê.

Um comentário:

Mel disse...

“Só quem é dono de si pode oferecer-se aos outros sem tantos riscos de se perder no
outro”
&
“Aquele que submete seu próprio corpo e governa sua alma, sem deixar-se submergir pelas paixões, é seu próprio senhor (é dono de si mesmo): pode ser chamado rei porque é capaz de reger sua própria pessoa; é livre e independente e não se deixa aprisionar por uma escravidão culposa”.