...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

domingo, 7 de março de 2010

Dia da Mulher ll



Uma jovem esposa estava sentada num sofá, num lindo dia, bebericando chá gelado durante uma visita à sua mãe.

Ao conversarem sobre casamento, as responsabilidades da vida, as obrigações de uma vida adulta, a mãe remexia pensativamente nos cubos de gelo e lançou um olhar claro e sóbrio para a sua filha.

- Nunca de esqueças das AMIGAS, aconselhou! Serão importantes à medida em que envelheceres. Independentemente do quanto ames o teu marido, dos filhos que porventura venham a ter, sempre precisarás de AMIGAS. Lembra, ocasionalmente, de saíres com elas, de lhes telefonares. Lembra-te das tuas amigas, filhas e também todas as tuas demais parentes. Precisarás de outras mulheres.

- Que estranho conselho! pensou a jovem. Acabo de ingressar no mundo dos casados! Sou adulta. Com certeza que o meu marido e a família que iniciaremos serão tudo o que necessito para dar sentido à minha vida!

Mesmo duvidando, ela obedeceu à mãe. Manteve contato com as amigas e foi se relacionando sempre com elas.

A medida em que os anos passavam ela foi compreendendo que a mãe sabia do que falava...

A medida em que o tempo e a natureza realizam mudanças e mistérios na mulher, AMIGAS são baluartes da vida.

Na casa dos 50, eis o que aprendi:
O tempo passa...
A vida acontece...
A distância separa...
As crianças crescem...
Os empregos vão e vêm...
O amor fica mais brando ou vai-se embora...
Os homens não nos reconhecem como deviam fazer...
O coração se estilhaça...
Os pais morrem...
As carreiras terminam...

Mas as AMIGAS estão lá.
Não importa quanto tempo decorreu, nem quantos quilômetros estão entre nós.
Há sempre uma amiga ao alcance de uma necessidade, para nos ajudar, intervindo a nosso favor.
Amigas, filhas, irmãs, avós, noras, tias, primas, sobrinhas.. há um momento em que somos só mulheres com uma linguagem comum.

Quando iniciamos essa aventura chamada CONDIÇÃO FEMININA não sabíamos nas incríveis alegrias e tristezas que nos esperavam. Nem sabíamos o quanto precisaríamos umas das outras.

Muito obrigada a todas as minhas amigas.

(recebi por e.mail, contribuição da minha amiga Graça)

Namastê.

Nenhum comentário: