...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

sábado, 31 de dezembro de 2011

2012 astrológico: aquariano, com Saturno

O planeta dominante é Saturno. O ano é aquariano.
2012: ano astrológico de Aquário e Saturno

É um ano de aprendizado, mais do que de mudanças.
O Ano Astrológico inicia com a entrada do Sol em Áries, em 20 de março de 2012, terça-feira, às 2:14h em Porto Alegre e arredores.
O Ascendente é Aquário e o Meio do Céu em Libra, com a presença de Saturno.
Sol está na casa 3, em conjunção com Mercúrio e Urano.
A Lua, Minguante, está em Peixes, na casa 2, em conjunção com Netuno.

2012 tem algumas mudanças, mas as maiores mudanças serão para 2013.
Em 2012 ainda temos os desafios das lutas pelo poder, o acúmulo exagerado, o consumismo, o egoísmo, vou parar por aí.

A fase crescente do ciclo Urano-Plutão ainda está no clímax e essa quadratura nos desafia a mudar, renovar. Mudar a estrutura, mudar o interior, mudar de dentro para fora.

Através da política vemos que os governos estão sendo obrigados a mudar, seja por conflitos externos, seja pelos internos, seja pela consequência de ações passadas.
Pudemos constatar em 2010 e 2011 que essa luta de poder até trouxe a libertação de algumas ditaduras, mas os povos continuam sem assistência, e a corrupção ainda anda a solta.
Não sou de nenhum partido político e nem pretendo. Mas é esse o local onde mais se materializam os aspectos no céu, porque essas pessoas que foram eleitas (e os ditadores também) decidem a vida dos seus povos.

Essa derrubada de chefes de estado em vários países, de ministros por aqui, etc, vai continuar ainda mais um pouco.
Plutão em Capricórnio está remexendo todo o tipo de estrutura e cavocando o passado.
Com o desafio de Urano (estão na fase crescente do ciclo) há uma ânsia, uma verdadeira necessidade de fazer as coisas diferente.

A Terra também está sendo remexida, por baixo, de dentro para fora, seja pelos tremores, erupções vulcânicas, desabamentos; é uma forma de protesto do planeta contra tanta perfuração, poluição, desmatamento. É uma forma que o planeta tem de voltar ao equilíbrio, pois só tiramos e tiramos, e em troca devolvemos sujeira. Por onde a humanidade passa, a natureza acaba.
E a Terra, generosa, volta a dar seus frutos, cede seus minerais, assistindo calada o devastamento.
Quando há seca em algum lugar, há enchente no outro. Isso é a busca do equilíbrio da Natureza. O ideal seria o clima harmonioso, mas quando agredimos a natureza, ela busca se curar. Para o nosso bem. Para que o planeta sobreviva.

Nós da plebe, pobres mortais, sentimos esse desafio a nível pessoal com a mudança de estruturas e hierarquias em nossa vida.
É o momento de questionar o que ainda é válido em nosso passado e seguir em frente.
É o momento de usar o passado como um maravilhoso professor, mas buscar novas experiências. Deixar o "colinho da mamãe" porque já podemos caminhar por nós mesmos. Isso não signifca "brigar com mamãe" mas caminhar lado a lado, fazer escolhas independentes e ousar sobreviver apesar de tudo. Esse é o desafio de Urano em Áries quadrando Plutão em Capricórnio.

A Lua em Peixes conjunta a Netuno torna as pessoais ultra sensíveis, à flor da pele.
É algo muito importante esse ano: respeitar a sensibilidade alheia, e a sua própria principalmente.

Com licença, Obrigado e Desculpe são as palavras mágicas mais importantes do ano. Um Bom Dia e um sorriso podem fazer muita diferença para quem recebe (vai saber o que o outro passou ontem..) e desarmar um conflito antes que ele aconteça.

Antes disso, a nossa própria sensibilidade deve ser respeitada.
E não falo de alimentar xiliques ou manhas (isso é assunto prá terapia), mas de se preservar de situações desagradáveis, de reservar alguns momentos do dia para si mesmo, de ter uma rotina o mais saudável possível, de deixar se manifestar a nossa parte intuitiva e a nossa parte criança em ambientes onde isso seja bem aceito, ou na solidão, caso não seja possível.

Precisamos da matéria e do racional para sobreviver, e mais ainda: para viver bem no mundo. Precisamos lutar, nos esforçar, ser disciplinados, trabalhar, estudar, dar conta de nossos afazeres. Mas se desconectamos de nossa sensibilidade viramos robôs. Pois é essa parte de nós que nos permite aproveitar no verdadeiro sentido da palavra, a beleza da vida.
É isso que permite que algumas pessoas sejam felizes, e outras nem tanto.

Escutar, prestar atenção, dar importância à nossa sensibilidade faz essa diferença.

A Lua em Peixes é puro sentimento.
Se costumamos prestar atenção a nós mesmos, podemos tranquilamente diferenciar uma necessidade de um xilique.
Mas se estamos desconectados.. bem, então o lado negro de Peixes se manifesta: caos, vícios, fugas, drogas, delírios, coisas materiais jogadas pela janela, vou parar por aí.

A Lua do ano direciona para a sensibilidade, a espiritualidade, a assistência aos que precisam, às demonstrações afetivas, os insights, à cura e ao perdão.

O Grande Trígono em Terra está nas casas de Água.
Isso é muito fértil!
Anuncia muita produtividade, materialização dos objetivos pelo esforço próprio, boa disposição para trabalhar e conexão consigo mesmo.
A energia flui com poucos obstáculos.

Júpter em Touro protege as finanças, mas aumenta a ganância.
Em Gêmeos, a partir de 12/06, favorece as comunicações e todo o tipo de estudo. Ainda favorece os jovens e o trânsito.
Junho deve ser tenso porque as comunicações estarão confusas. Depois passa.

Saturno em Libra continua implorando por equilíbrio, paciência, harmonia e bom entendimento entre as pessoas.
Em 06/10, quando entra em Escorpião vai agir em conjunto com Plutão, cortando os excessos e o supérfluo, focando no que é essencial.


Análise Geral
O ano é voltado principalmente para as comunicações (Sol, Mercúrio e Plutão na 3) e a educação primária.

O trânsito de veículos nas grandes cidades exigirá uma solução, já que os engarrafamentos e transtornos tendem a aumentar.

A mídia estará em alta, cheios de assunto e faturando muito.

Há bastante investimento nesses setores (comunicações, mídia, trânsito, carros e educação primária).

As lutas de poder diminuem um pouco, mas ainda não terminaram.
Mesmo assim, deve ser um ano mais fácil do que 2011, pois a presença de um Grande Trígono em Terra (Plutão, Júpter e Marte) traz uma espécie de "proteção" nas calamidades.

O Grande Trígono em Terra prediz muita realização material, produtividade e até mesmo abundância, mas não assegura nenhuma distribuição melhor da renda. Provavelmente alguns terão muito progresso, e outros terão aumento no Bolsa Família.

Falando nisso, as finanças são fonte de disputa novamente (alguma novidade?) e o povo  estará bastante irritado com isso.

Hospitais e presídios terão um pouco mais de assistência, mas ainda assim haverá alguma crise ou escândalo nesse setor.

A agricultura está favorecida, mesmo com os imprevistos climáticos, e deve crescer. Mas os movimentos sociais pela redistribuição das terras fará muitos protestos.

O governo se projetará por sua atitude firme, e também pelo auxílio aos carentes. Os trabalhadores das classes mais baixas também receberão algum benefício mas ou o benefício não vai resolver, ou haverá falta de emprego.

Astrometeorologia: Muita chuva. Oscilação grande de temperatura, tendência ao frio, mas com alguns dias escaldantes. Durante o ano continuam os tremores na terra e as tempestades com raios e vento, rápidas, súbitas e fortes. O Grande Trígono envolvendo Júpter é sinal de alguma proteção. Quem sabe esses fenômenos climáticos aconteçam longe das populações.

Concluindo, quem conseguir aproveitar vai aprender muita coisa nova em 2012.
Assim como a Terra está buscando retornar ao equilíbrio, nós, como parte desse organismo, fluímos junto e nos harmonizamos também.
Não é algo fácil, pois exige atenção constante. Não é um equilíbrio estático (ver mais no "Mês de Libra"), é como dançar enquanto mantemos no nível os dois pratos da balança.

Pode ser muito divertido. Então, música, vamos lá!

Namastê.


Nenhum comentário: