...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

janeiro 2015, numerológico 9

janeiro 2015, numerológico

Mês Universal 9 de Ano Universal 8, janeiro tem gosto de fim.
É um mês de colheita, auge, clímax de situações, quando recebemos a recompensa ou aprendemos lições.
Extremamente emocional, é tempo de botar os sentimentos para fora.
Altos e baixos fazem parte do ciclo 9 por causa de seu conteúdo emocional exagerado: hoje beija todo mundo, amanhã não quer saber de ninguém.

O ciclo 9 não é tempo de muita força física, mas de expressar emoções e sentimentos, e de usar a mente, estudar, conversar.

No nível coletivo, o ano de 2015 será cheio de transformações, mas ainda não sabemos sua direção, que será dada em fevereiro (ciclo Universal 1, quando o ano começa de verdade).

9 estimula o convívio social, as palestras, encontros, vida pública, intelectualidade e espiritualidade.

Notícias impactantes na mídia fazem parte do 9, onde tudo acontece em grande escala.

A energia do 9 ultrapassa suas próprias fronteiras, por isso a mente ferve, aprende e se comunica mais.
Movimentos de massa, aglomerações, aplausos e vaias fazem parte do 9.

Os acontecimentos são marcantes, há muita energia no plano físico (correria e pressa, sensação que o tempo está terminando), mente acelerada e grandes emoções.

A missão do 9 é buscar sabedoria.
Além disso ficamos mais sensíveis também.

A soma do Ano 8 e Mês 9 = 17/ 8, as transformações acontecem.
Pode ser pesado, pois 8 e 9 são energias sociais e coletivas: as necessidades individuais ficam para depois.
A vida lá fora chama enquanto a família espera, ou vai junto nos compromissos.
Pode acontecer euforia no ciclo 9, se as conquistas lhe sobem à cabeça, daí teremos vaidades, ostentação e busca dos refletores todos para si.

Como tem alternância de humor, pode haver depressão também.
Quando a colheita não é o que esperava, 9 se isola e não quer saber de ninguém.
Nesse caso, fica solitário e amargurado, não suporta nem barulho.

A energia do 9 se despeja toda em janeiro, com tendência à pouca realização prática.

O Brasil vive um Ciclo Pessoal 5, agitadinho, e o mês Pessoal é 6: momento de tomar decisões, separar o joio do trigo, fazer suas escolhas, tomar partido.
Se for vivida de maneira superficial, essa energia fica só nas aparências, tentando se mostrar elegante, ser aceito pela sociedade e embelezando tudo (o que não é ruim, mas precisamos um pouco mais do que beleza no momento, precisamos eficiência), entretendo as visitas, enquanto a vida continua desorganizada e louca (ciclo 5).

Mas se for vivida em sua essência, essa energia significa traçar novos planos, aproveitar algumas oportunidades (energia 5) e buscar as reais necessidades sociais (energia 6).

A soma 2/11 mostra a dificuldade de compreensão entre o povo do Poder, pois assim como são possíveis alguns acordos, a oposição também deixa a sua marca (energia 2, casa ou separa).

No contexto do mundo, o Brasil no Mês Pessoal 6 fica subordinado e limitado às circunstâncias de grandes transformações (Ano Universal 8), com necessidade de aprimorar sua parte técnica (Mês 6) a fim de colher junto com os outros países algum benefício do Mês Universal 9.

Saúde, Educação, Técnica e Leis são assuntos importantes.
E enquanto nós do povo de Baixo ainda encerramos o ciclo anterior (Mês Universal 9), podemos aproveitar para já ir escolhendo as próximas sementes que plantaremos.
Namastê.

Nenhum comentário: