...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

2016 numerológico 9: caminho da compaixão, tempo de concluir

2016 numerológico 9: caminho da compaixão, tempo de concluir

No final do texto, breves palavras sobre Anos Pessoais.

Caso você queira fazer suas previsões pessoais, sugiro que vá aos textos marcados com a tag "Numerologia", principalmente o "Ano Pessoal Numerológico", "Meses Pessoais Numerológicos"  e  para o astral/emocional a tag "Número da Alma, motivação interna e clima emocional do Ano", mas se quiser previsões personalizadas incluindo seus ciclos e trânsito de letras, consulte um Numerólogo (a).

Último ano do ciclo de 9, chegamos a 2016 com mais experiência e muitas lições aprendidas no ano anterior (Universal 8).

2015 não foi um ano fácil para a maioria, e é bom lembrar disso quem imagina que em Numerologia o 8 é  número simplesmente o número da riqueza. Pense nisso antes de mudar seu nome ou o número de sua casa: se você tem em alguma letra do seu nome de batismo e em algum algarismo separado de sua data de nascimento o 8, então a mudança pode até ser válida, embora não faça milagres (veja na tag "Nomes e Apelidos na Numerologia").

Ano Universal 9 é o final de um ciclo numerológico de 9 anos.

Sua vibração é mais coletiva do que individual.
Mas as qualidades e defeitos individuais de cada um estão exacerbados, pois o 9 sempre volta para si mesmo.

Como ano de finalização, 2016 está aberto a todas as soluções: tudo desemboca aqui, é um clímax. As experiências dos 9 anos anteriores se misturam aqui.

Isso faz com que muitas pessoas ou situações se expandam além dos limites conhecidos.

É tempo de eliminar o que está supérfluo ou inútil, mas tenha prudência: antes disso trabalhe o que ficou pendente e só depois disso tome decisões.


9 também é tempo de colheita, que pode ser em forma de recompensa ou de mais aprendizado. Seja como for, antes do Ano 1 ainda é tempo de corrigir muita coisa.


Ano Universal 9  é bastante emocional (são 3 x 3 = 3 nos 3 planos, ou físico, mental/emocional e espiritual com grande atividade).


O astral das pessoas fica bem mais sensível e emotivo, há tendência de impulsividade no comportamento, palavras e decisões: muitas vezes o emocional se impõe sobre as situações.


A generosidade e a compaixão se manifestam no 9, com tendência de aumentar a força  de movimentos sociais e da caridade.


Nos relacionamentos a sensualidade, sexualidade, romantismo, afinidades culturais e espirituais serão todas muito importantes. Além disso estão mais valorizadas a lealdade e a verdade, mesmo em relacionamentos passageiros.


Ano 9 também é um ano de extremos (contém experiências dos outros todos anteriores a ele). Por isso forte tendência de radicalismos também de todas as correntes políticas, filosófica, religiosa, etc.


Nesse ano deve-se procurar integrar e unir, trabalhar em grupos, pois a independência não alcança seus objetivos com o 9. O sucesso é alcançado em conjunto e apoiando os outros.


Também é o Número da Fama, onde tudo fica conhecido e mais claro. Mas veja bem: a Fama pode ser aplausos ou vaias, afinal estamos em um ano de colheita.


Quanto aos extremos, na sensibilidade o 9 é bem radical: ou perdoa tudo e compreende todo mundo, ou se isola com mágoas e sem esperança, pois é bem difícil lidar com as decepções aqui (no 2 ou no 6 é um pouco mais fácil).

Mas mesmo no extremo do isolamento, 9 nos lembrará que a raça humana não sobrevive sozinha: alguns animais sobrevivem, não os humanos; para nós o grupo é fundamental (basta dar uma lida nas espécies).

Mais uma coisa importante no ciclo 9 são os altos ideais.

9 busca a espiritualidade. Partindo do princípio de que já passou por todas as experiências materiais, emocionais e mentais possíveis nos ciclos anteriores, agora busca aumentar as fronteiras e transcender limites: busca espiritualidade e respostas mais profundas.

Os estudos estão todos bastante estimulados. Desde o aprofundamento, mudança de rumo, coleções de cursos, pesquisas, início de um novo curso, volta aos estudos,  busca de informação sobre tudo, leituras, comunicações em geral, internet, muito debate também.


Não é momento de iniciar coisas novas, somente se forem de curto prazo, de preferência que possam ser concluídas ainda nesse ano.


Bom para fazer aquela faxina onde estiver sendo necessário (principalmente se essa faxina estiver sendo protelada, estiver pendente), dando espaço e abrindo caminhos para o próximo ano, o reinício do ciclo Ano Universal 1.


9 também pode trazer algumas perdas e decepções, tempo de retirar algumas pedras do sapato, principalmente em situações que estiverem se arrastando há algum tempo sem solução.

Não tente segurar pessoas e/ou situações pelos cabelos, pois o que se vai no ciclo 9 já estava na hora de ir (principalmente se o seu ciclo pessoal também for esse).

A tendência negativa do 9 é a lamentação, sentimento de vítima, culpa o mundo pelos seus problemas, se isola e não dialoga, também o esnobismo e o sentimento de estar acima dos outros, ser mais evoluído, mais culto, mais espiritual, etc, a dificuldade de respeitar limites, os exageros, o comportamento emocional/irracional mesmo passageiro, o excesso de rapidez.


As qualidades mais positivas são a generosidade em todos os planos (no amor, na caridade e na vontade de partilhar o que aprendeu), a capacidade de unir as pessoas em grandes causas e ideais, a capacidade de ultrapassar limites e fronteiras e abrir a mente para novos conhecimentos e novas maneiras de viver, a busca de ideais mais elevados, descoberta de novos talentos e de talentos adormecidos em si mesmo.


Como um número que alarga as fronteiras, esse ciclo 9 também estimula as viagens e intercâmbio, as partidas e chegadas, o contato com estrangeiros, o conhecimento de novas culturas, hábitos, religiões, filosofias e políticas. Além de trazer para a pauta também o assunto "fronteiras".


9 também é o Número do Mestre.

Mestres aparecem e lideram muitas pessoas. Tendência a grandes aglomerações, seja para shows artísticos ou manifestações políticas.
Lideranças em várias frentes devem aparecer mais, e nascer também.

Financeiramente, o dinheiro vem como uma consequência (parecido com o ciclo 7) e não como um objetivo por si mesmo. Seguindo sua vocação e intuição (e é claro, trabalhando nisso também) o dinheiro lhe segue, mas se buscar exclusivamente o dinheiro trabalhando em algo que detesta a prosperidade não lhe segue, embora você sobreviva.


Quanto a dinheiro, 9 como número de extremos também poderá nos apresentar na mídia grandes falências e grandes expansões. Além disso, os extremos incluem a distribuição de renda por um lado e o egoísmo e acúmulo pessoal por outro.


Nas profissões, 9 estimula os professores, escritores, comunicadores, advogados, oradores, pregadores, trabalhadores de hospitais, assistentes sociais, psicanalistas, reformadores, pacifistas, artistas, comediantes, músicos, inventores, cientistas, químicos, dentistas, soldados, cirurgiões, ferreiros, mecânicos, pessoas que viajam ou ligadas ao turismo.



Ciclos gerais do Ano Universal  9, 2016

1) janeiro, fevereiro, março/2016 : energia 3 com desafio 1

A pressa é o maior desafio. Otimismo e esperança estão presentes. Apesar de ser um momento em que a maioria está de férias, é agitadinho.
Tem como desafio também não desanimar, combater o stress, os excessos mentais.
Vida social estimulada e também  viagens curtas.
JANEIRO: Novo ciclo, vontade de largar tudo o que passou em 2015. Aqui se define o rumo do ano. Cuidado com a pressa e a impulsividade, pode ser que tenha que voltar atrás para juntar alguma coisa. Favorece as atividades mentais, novidades e soluções rápidas. O tempo passa rápido. Nem tudo o que é iniciado aqui irá até o final. Apesar de o ano não favorecer a independência, nesse mês é necessário tomar atitudes e não ficar esperando pelos outros ou pelas circunstâncias favoráveis. Bom para fazer as coisas pessoalmente ao invés de mandar recados.
FEVEREIRO: Período de parar para refletir, muito bom para tirar férias. O diálogo  e as negociações de paz estão estimulados e favorecidos. Os rompimentos também. É o mês dos acordos ou das declarações de guerra. Tendência de ter mais paciência para conversar e perceber o ponto de vista do outro. Os problemas acontecem por dificuldade de compreender ou má comunicação (tanto para falar como para escutar). Tendência a buscar familiaridades, raízes e pacificar.
MARÇO: Movimento, alegria e otimismo presentes. Favorecidos os estudos, as reuniões e passeios com amigos e pessoas que tem afinidades mentais e culturais. Abertura a novidades, tendência a expandir horizontes. Tendência a falar demais e impulsivamente, excesso de crítica e notícias contraditórias na mídia. A comunicação é importante: que seja clara e verdadeira. Aqui tudo se multiplica, então preste atenção ao que está plantando.

2) abril, maio, junho/2016: energia 7 com desafio 5

Momento introspectivo, cuja maior dificuldade é manter a organização.
Tendência ao pessimismo e desconfiança, mantendo círculos fechados, ou fechando-se em si mesmo. Mudanças podem ser impostas, gerando ressentimentos e insatisfação. Mas também um momento de espiritualidade e aprofundamento mental, insights e respostas interiores. Realizações práticas e materiais dificultadas. Fundamental manter a concentração, pois há tendência a desperdiçar energias, se perder em teorias abstratas, descuidos e distrações.
ABRIL: Mês difícil, mais por ser arrastado e exigir paciência. Os detalhes aqui são mais importantes do que as coisas grandes. É um bom momento para "sentar as bases" de seus objetivos, avaliar e corrigir o que for necessário para que os projetos não se percam antes de chegar ao fim. A eficiência é testada ao máximo. Tendência a desconfiança e conservadorismo, ficando com o que é essencial e já conhecido ou testado. A lógica é mais importante do que a emoção. Sobrecarga de trabalho. Cansaço físico. Momento de trabalhar bastante e ser persistente.
MAIO: Mês agitado e um tanto imprevisível. Pouca paciência, trânsito complicado. Mas traz abertura, novas possibilidades e oportunidades, sensação de liberdade. Novos interesses. Muito marketing. Questionamento das leis, autoridades e hierarquias. Começa diferente do que termina: se começar mal terminará bem. Mais liberdade, embora nem tudo seja duradouro aqui. Importante ser flexível e se adaptar as mudanças. Tendência a pegar mais responsabilidade do que pode e prometer mais do que consegue cumprir.
JUNHO: Mês para tomar decisões importantes, separar o que quer do que não quer, fazer alianças ou romper sociedades. Cansaço, stress, acúmulo de tarefas podem acontecer aqui, há sobrecarga. Cuidar da saúde é importante e manter a rotina em ordem também. Há mais abertura para o afeto. Assuntos domésticos, familiares e afetivos ganham mais importância. Questões de justiça e humanitárias, busca de equilíbrio e harmonia. Diplomacia, elegância e gentileza fazem muita diferença.

3) julho, agosto, setembro/2016: energia 1 com desafio 4

Força total em cima dos obstáculos.  Muitos impedimentos para realizar as coisas, mas parece que esse desafio, além de irritar, faz ir com mais força ainda em cima daquilo que se quer.  Mudanças importantes podem acontecer aqui, principalmente se não caírem na pressa e não desprezarem detalhes. Discussões a respeito de excesso de burocracia visando maior eficiência. Pessoas e situações são testadas em sua força de base, de sustentação, manutenção.Dificuldades com o trabalho, desemprego e baixos salários.
JULHO: Mês introspectivo, mais voltado para a análise do que a realização prática. Financeiramente favorece a poupança, economia e vida simples, desfavorece especulações e riscos financeiros. Tendência ao isolamento, busca de repouso. Favorece as pesquisas, estudos profundos, investigações, espionagem, ocultismo, espiritualidade. Assuntos de saúde na pauta: pode ser reclamações ou elogios sobre o sistema de saúde, descobertas científicas, epidemias, etc
AGOSTO: Esse é o momento de maior potencial de transformação do Ano Numerológico. Aqui é possível resgatar situações tidas como perdidas, é possível perder situações tidas como ganhas. O trabalho e o esforço pessoal fazem grande diferença no rumo daqui para a frente. É necessário planejamento, disciplina, persistência, profundidade, visão ampla. Sensualidade, espiritualidade, ocultismo. Frieza afetiva, relações humanas baseadas no trabalho  e vantagens materiais. Momento bom para trabalhar com vontade. Bom para lidar com assuntos de saúde e cura.
SETEMBRO: Muitas situações chegam ao seu máximo nesse mês. Aqui segredos vem ao  público. Recompensas por ações e decisões durantes os meses anteriores. Partidas e chegadas. O que tiver que ir embora irá, não adianta segurar. Influência internacional, intercâmbio, imigração/emigração, influência de culturas estrangeiras ou diferentes. Grupos fortes de afinidades filosóficas, políticas e religiosas. Todos buscam a verdade. Planos e projetos de longo alcance. Mas não é bom para iniciar coisas de longo prazo, e sim para concluir. Tendência ao tempo passar rápido e as pessoas estarem sobrecarregadas de tarefas.


4) outubro, novembro e dezembro/2016: energia 8, desafio 4
Período desafiador financeiramente. É preciso estar organizado e ser disciplinado nesse período. Apesar da instabilidade, é possível recuperar situações, com muito esforço. Os assuntos financeiros, relacionados com o emprego e os trabalhadores, bem como a estabilidade e a segurança serão os principais desse momento. O desafio é não parar, não desistir, persistir, insistir.
OUTUBRO: Após algumas lições importantes aprendidas em agosto e setembro, outubro pode mudar a direção em assuntos importantes. É o mês de colocar em prática o que foi decidido e debatido anteriormente. Novidades, novos líderes talvez. Temos eleições municipais, pode haver surpresas. O Primeiro Turno em 02/10, uma data universal 3 acontece em clima de empolgação e euforia, mas pode acontecer decepções também porque esse 3 vem de um 12, e o Segundo Turno em 30/10, uma data universal 4 favorece candidatos mais conservadores e pessoas já conhecidas ou reeleições, e pode acontecer de cortar algum candidato ou partido definitivamente da cena por muito tempo, pois esse 4 vem de um 13.
NOVEMBRO: Mês de conciliação e "acomodar as melancias no caminhão". Favorece o diálogo e as negociações, mas elas podem resultar em mais união, ou separações radicais. Vida pública desestimulada, as pessoas querem sossego e descanso. Momento de refletir no ano que está terminando, buscar aconchego, afeto, pessoas íntimas, confiáveis, com quem nos sentimos em casa. Assuntos domésticos e familiares ganham mais importância.
Na pauta, assuntos do mercado imobiliário, funcionamento interno das instituições, papel da mulher, negociações internas de cargos.
DEZEMBRO: O ano termina com bastante movimento, mais do que o anterior, com uma pitada de otimismo. Vida social estimulada. Participação ativa e forte de pessoas jovens e dinâmicas na sociedade e na política. No astral, o humor bem melhor, mais sorrisos, esperança e belas palavras. Encontros e festas estimulados durante o mês, mas no último dia, encerramento, a tendência é privacidade, reflexão.


2016 para os Anos Pessoais
Para saber seu Ano Pessoal é bem simples: some o dia do seu aniversário + mês do aniversário + 2016. O resultado, reduzido de 1 a 9, é seu Ano Pessoal.
Mais detalhes no texto "Ano Pessoal Numerológico" e também "Meses Pessoais Numerológicos".
ANO PESSOAL 1: Ano de novidades, tomar a iniciativa, fazer tudo pessoalmente, liderar. Bom para fazer mudanças importantes na vida. Cuidado com a pressa e irritação, sobrecarga mental. Bom para estudar, provas, concursos, novos estudos, etc.  Sua tentação é largar projetos pelo caminho. Procure selecionar o que é mais importante e levar adiante até o final, sem desistir. Melhor tomar suas próprias decisões, deixando os conselheiros para depois, esse ano. Não conte com muita ajuda, embora o Ano Universal 9 favoreça a coletividade. Também não se repita muito, tente algo diferente e inovador em sua vida. Estará com a personalidade mais forte e poderosa, cheio de energias. Cuidado para não ser autoritário, antipático difícil de conviver. A espiritualidade é capaz de domesticar você. Financeiramente você está mais ousado.
ANO PESSOAL 2: Continuação de coisas iniciadas no ano anterior, agora é o momento de aperfeiçoar e fazer ajustes. Terá que lidar melhor com as oposições aos seus planos. Bom para casar, ou para separar. Assuntos domésticos em evidência. Cuide para não se isolar e depois se sentir solitário. Bom para descansar. Encontrará mais felicidade na calma. Assumir grandes responsabilidades não é coisa boa para esse ano. Viverá melhor se seguir o grupo, mas procure não ser tão submisso ao ponto de se anular. Sua felicidade vem de relacionamentos íntimos, familiares e casamento. Nas finanças, estagnação e continuidade, mas favorece quem fez poupança para adquirir imóveis ou gastar com a casa onde mora.
ANO PESSOAL 3: Momento de expansão e sorte. Bom para criar, multiplicar. Favorece as amizades, festas, estudos, contato com o público. A vida flui mais fácil e otimista, você encontra solução e saída para tudo o que aparece. Momento leve, descontraído, não deixe passar em branco. Cuidado com a superficialidade, o excesso de crítica e a fofoca. Boas oportunidades aparecem, a mente se abre. Também é um ano de mais sensualidade. Sua felicidade consiste em compartilhar alegrias, rir muito e conversar bastante. Nas finanças, melhora e crescimento.
ANO PESSOAL 4: Ano de trabalho e paciência. Os meses passam devagar. É importante esse ano para estabilizar o ciclo, formar uma base forte para os próximos 5 anos. Cuidado com o cansaço, sobrecarga de trabalho. É preciso cuidar da saúde nesse ano, pois a tendência é pensar mais no trabalho e no dever do que em si mesmo. Relacionamentos tradicionais e conservadores, pouca vida social, busca pessoas íntimas e conhecidas, ou familiares. Assuntos domésticos são importantes também. Bom ano para consertar e organizar a vida e suas coisas. Sua felicidade vem de se sentir seguro, estável e firme. Financeiramente, um ano parado, mais voltado para a sobrevivência e manutenção.
ANO PESSOAL 5: Anseio por liberdade, pouca paciência, pressa. É um ano agitado, instável, mas com muita abertura. Nem tudo o que se inicia aqui cria raízes, mas também algumas coisas que surgem de imprevisto se mostram como ótimas oportunidades mais adiante. Favorece as atividades mentais, os estudos e a vida social. Aumenta o desejo de viajar e conhecer pessoas novas. Tendência a mudar muita coisa, mas tenha cuidado antes dessas mudanças, não mude rápido demais, reflita antes. Nas finanças podem aparecer ótimas oportunidades de crescimento e melhoria, mas como esse é um ano confuso, contraditório e surpreendente, pense antes de gastar e investir, e cuidado ao assinar coisas com pressa. Cuidado com excesso também. Sua felicidade vem de se sentir livre, surpreender bem e ser bem surpreendido. Esse ano termina ao contrário do que como começou.
ANO PESSOAL 6: Período para organizar a vida. Geralmente somos chamados em várias direções diferentes durante esses ciclos. Ficamos mais afetuosos, sentimentais e sonhadores também. Mas pode acontecer sobrecarga de trabalho e atividades. Pense antes de sair assumindo responsabilidade por tudo o que aparece. Outro ano bom para casar, ou para separar. Estamos mais abertos a dialogar buscando a paz, mas os rompimentos também podem ser definitivos e oficiais aqui. Outro ano bom para consertar a vida, sua casa, suas coisas, relacionamentos, etc. Cuidado com a mania de perfeição e com o ciúme. Bom para cuidar da saúde, fazer exames, mudar hábitos. Sua felicidade vem do casamento e dos bons relacionamentos próximos, além de viver em um ambiente aconchegante e agradável. Financeiramente, um ano para buscar equilíbrio. Pode haver crescimento e melhorias também, mas é necessário equilibrar a contabilidade.
ANO PESSOAL 7: Um ano mais espiritual ou abstrato do que material. Não busque o dinheiro como um fim, pois ele fugirá de você. Se estiver mudando seu caminho, busque  sua vocação e o dinheiro lhe seguirá. Não é um ano bom para tomar decisões muito importantes ou radicais, é mais para refletir, estudar, planejar. Nos relacionamentos, muita sensibilidade, só sensualidade não basta, é necessário afinidades culturais ou espirituais. Período de bastante aprendizado naquilo que você busca, seja espiritual, profissional, relacionamentos, etc. Pouca vida social, se mantém em círculos fechados ou solitário. Sua felicidade vem de aprender e descobrir a verdade, e encontrar pessoas que lhe compreendam e lhe possibilitem compartilhar seus pensamentos. Financeiramente, favorece a poupança.
ANO PESSOAL 8: Esse é um ano de transformações importantes. Mas elas não vem de fora, são provocadas por você. Por isso, todo o trabalho e esforço pessoal é muito bem recompensado aqui, mais do que nos anos anteriores. As distrações e irresponsabilidades  também, são punidas mais severamente com perdas importantes. No ano anterior iniciou a parte espiritual do ciclo, e nesse ano ela é aprofundada, com insights e prática. Muito bom para cuidar saúde, fazer cirurgias e tratamentos importantes. Vida social e relacionamentos estimulados. Sua felicidade vem de se sentir em uma posição de poder e não precisar ser liderado por ninguém, além de buscar justiça e equilíbrio sempre. Financeiramente pode ter altos e baixos, mas se tiver objetivo definido e for persistente a tendência é mais altos do que baixos.
ANO PESSOAL 9: Ano de conclusões e finalização, de recompensa ou aprendizado. As coisas aqui aparecem e ficam públicas. Extremos entre isolamento e vida social/trabalho em excesso. Popularidade, fama. Vontade de viajar. Contato com estrangeiros e outros países, aprendizado de idiomas. Aprofundamento espiritual, mas agora não é privado, é compartilhado com seu grupo. Generosidade e compaixão fazem parte desse ciclo. Quando estamos finalizando um ciclo, é importante deixar algumas coisas para trás, e só poderemos realmente nos soltar se conseguirmos perdoar algumas coisas ou pessoas (daí ficamos realmente livres) e principalmente a nós mesmos.Sua felicidade vem de transmitir seus conhecimentos, ensinar e ajudar as pessoas, influenciar os pensamentos delas e ter um caminho espiritual seu. Favorece os estudos de todos os tipos. Financeiramente, é uma colheita: pode acontecer promoções, aumento de salário, ou ao contrário, perdas e rompimentos.
ANO PESSOAL 11: É um ano para confiar na sua intuição. Não espere que todos lhe compreendam, e não tente transmitir suas ideias caso perceba que o outro não terá o seu alcance. No ciclo 11 vamos para outras dimensões. Só vive um Ano Pessoal 11 quem já tem 11 no seu nome ou data de nascimento, já convive com essa vibração. Quem não tem, vive o Ano Pessoal 2. Mesmo para quem tem, é uma vibração mentalmente cansativa e estressante. Muitas vezes as coisas são percebidas antes e quando você compartilha isso  não é compreendido, podendo ser desprezado, hostilizado ou ridicularizado, para algum tempo depois assistir aquilo que você tinha visto virar uma moda. Tenha paciência. É um ano de iluminação para você, mas não favorece as finanças e nem as coisas materiais. Poderá ficar bem mais sensível, emotivo e nervoso. Relaxe sempre que puder. Terá novas ideias, verdadeiras revelações, e nem sempre isso poderá ser compartilhado. As coisas práticas e conquistas materiais desse período estarão ligadas a pessoas que você se associa, principalmente se elas forem pessoas práticas. 11 se dá muito bem trabalhando como conselheiro ou assessor de alguém materialista. Sua felicidade vem de se sentir compreendido e apoiado. Financeiramente o ano é instável, tome cuidado.
ANO PESSOAL 22: Ano para servir desinteressadamente. O dinheiro vem atrás de você, não precisa persegui-lo.  Suas realizações tendem a crescer mais do que você espera e ultrapassar fronteiras. Tudo o que você fizer tende a ficar enorme e conhecido por todos, lhe trazendo reconhecimento e dinheiro em troca. Só vive um Ano Pessoal 22 quem já tem 22 no seu nome ou data de nascimento, já convive com essa vibração. Quem não tem, vive o Ano Pessoal 4. Mesmo para quem tem, é uma vibração cansativa, física e emocionalmente. Os maiores acontecimentos são nos relacionamentos e nas finanças.  Quanto maior o número de pessoas beneficiadas, maior será seu sucesso. Muita atividade pública e pouco tempo para si mesmo, equilibre isso. Favorece empresários, grandes empresas. Mas tudo o que for muito pessoal ou egoísta tende ao fracasso e, nesse caso, vai vibrar como 4, somente na rotina. Seus interesses e atividades nesse ano são internacionais e impessoais, ultrapassam fronteiras. Se sente feliz ao sentir que realizou algo importante e que ficará marcado beneficiando pessoas. Financeiramente o ano é de crescimento.

Namastê.


Nenhum comentário: