...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

sexta-feira, 10 de junho de 2016

junho 2016, numerológico 6


Junho/16 é um Mês Universal 6 (organizar), de Ano Universal 9 (concluir).

6 é a energia do equilíbrio. Até 4 o foco está na própria pessoa, com 5 inicia a abertura, e 6 volta as atenções para fora de si.

As primeiras atenções fora de nós mesmos são as pessoas próximas, família, vizinhos, amigos íntimos, relacionamentos de afeto.

Por isso, geralmente períodos 6 são mais voltados para o convívio, os relacionamentos, a busca de conselhos, o apoio dado, a importância maior do que pensam de nós.

A primeira manifestação é a busca da beleza e da harmonia. Passa a ser mais importante a boa aparência, a elegância, a casa arrumada.
Por isso, esse é um momento bom para consertar e embelezar coisas em nós, e no nosso lar, e também no ambiente de trabalho.

Os problemas, quando essa atitude fica exagerada, são a dependência da opinião dos outros, a obsessão pela beleza e o excesso de crítica.
As qualidades são a maior tendência à diplomacia, palavras mais doces e educadas, melhor cuidado consigo próprio e mais empatia, compreensão e tolerância com as pessoas próximas.

Nos relacionamentos, há mais tendência a se comprometer, fechar negócios, firmar sociedades, assumir relacionamentos, buscar intimidade e confiança.

O coração pede equilíbrio, e é possível que as pessoas passem a dedicar mais tempo àqueles que amam, talvez por isso diminuindo um pouco seu ritmo de trabalho.

Mas 6 também é energia de mais responsabilidades.
Após a liberdade e abertura do 5, aquilo que não passou e criará raízes, é protegido e alimentado na energia 6, por isso há mais foco, seleção de objetivos e responsabilidades.

Outro problema da energia 6 é a tendência de querer a perfeição em tudo (afinal, é o número da busca do equilíbrio), aumentar o nível de exigência e consequentemente trabalhar mais. Afinal 6 quer tudo perfeito, desde seus relacionamentos até seu trabalho.

A rotina é mais valorizada, e também a organização.
Estamos com um pouco mais de paciência, por isso esse é um período muito bom para organizar a vida e consertar coisas, selecionar o que vai e o que fica, afinal estamos em um Ano 9, de conclusões, final de ciclo, colheita.

Financeiramente o 6 não promete grandes lucros, é uma energia que protege através de sua busca pelo equilíbrio das contas, tende a organizar a vida financeira e viver dentro de suas possibilidades.
É um período bastante positivo para lidar com sua situação financeira de maneira bem realista, fazer um programa de gastos, de poupança ou de quitação de dívidas.

Todas as atividades relacionadas com o lar, a família, imóveis, beleza, psicologia, relações humanas, soluções de conflitos em relacionamentos.

Por sua paciência e tendência a pegar mais responsabilidades, a energia 6 também favorece os cuidados pessoais com a saúde.

A soma (Mês 6 + Ano 9) = 15, é o caminho escuro.
Caminho escuro leva à noite, subconsciente, necessidade de repousar.
No 15, a concentração (1) está unida à agitação e abertura (5), necessitando de muita capacidade de se adaptar, e também de dar atenção à espiritualidade.
Nesse caminho, observamos nossos defeitos, fraquezas, vícios, pecados.
É tempo de encarar a sombra, fazer as pazes com nossos fantasmas e jogar um pouco de luz aí.
Caso contrário, a tendência é de que a escuridão seja destrutiva ou apodrecida.
Nesse caminho, alcançamos a maturidade quando conseguimos chegar ao 6 - ser um equilíbrio entre a luz e a escuridão, um mediador, negociador, conselheiro, pacificador.
15 favorece a magia e o conhecimento oculto, mas precisa de luz porque facilmente cai nas armadilhas do ego, manipulando situações e pessoas, se achando superior por deter algum conhecimento.
Bem utilizado, leva a aprofundar conhecimentos e lidar com situações difíceis de maneira tranquila.
Seu perigo é a obsessão, ciúme, tentativa de controlar os outros - geralmente quando há por trás disso alguma insegurança pessoal, medo de solidão, do abandono, ou sentimento de inferioridade.

As energias secundárias são 6 e 3, e os desafios são 5 e 0.

A energia 6 estará muito forte (repete 3 vezes) - por isso a tônica do mês é a busca do equilíbrio, organização, beleza, afeto e compromisso.

A energia 3 também participa desse período, trazendo animação, atividade mental, favorecendo os encontros, estudos, conversas, e melhorando o humor, contribuindo com uma melhor disposição e abertura no cotidiano.

O desafio 0, também presente no mês anterior é um "tudo ou nada", pois 0 é um potencial que pode ser despertado, ou ficar dormindo. Por isso, é o desafio mais fácil e difícil ao mesmo tempo, é o desafio onde temos a maior liberdade, podemos escolher entre ter todos os desafios ou nenhum desafio. Conforme nossas atitudes, pensamentos e sentimentos, podemos fazer desse período um caminho fácil, sem obstáculos, ou ter vários obstáculos ao mesmo tempo.

O desafio 5 pede para estar aberto para lidar com imprevistos e surpresas, manter a mente aberta, não ter pressa mas se manter atento, aproveitando alguma oportunidade que passa rápido ou lidando de maneira criativa com os imprevistos.

Enfim, um momento que pode ser vivido apenas focando a rotina e pequenas melhorias na vida, ou aprofundado principalmente a nível espiritual, pois no 6 é onde usamos bastante o livre arbítrio para decidir, tomar posições, organizar a vida ou chutar o balde.

Namastê.


2 comentários:

Érima de Andrade disse...

Muito bom! Você escreve muito bem e claro. Obrigada e parab´ns!

Susana disse...

obrigada, fico feliz que você gostou.